Mercado fechado

MacBook Air e iPad Pro com telas OLED podem ser lançados em 2024, diz analista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

As aguardadas versões do MacBook Air e iPad Pro com painéis OLED podem ser lançadas em 2024. Ao menos, essa é uma das recentes previsões do confiável analista Ross Young sobre o próximo avanço na tecnologia das telas dos dispositivos da Apple.

Em uma publicação no Twitter, exclusiva para os assinantes do Super Follow, Young sugeriu que o MacBook Air e o iPad Pro podem ganhar versões com tela OLED em 2024. Contudo, o analista deixa claro que a Apple pode mudar os planos nos próximos anos devido aos custos para implantar a tecnologia.

“Parece cada vez mais provável que a Apple lance um notebook OLED de 13,3 polegadas em 2024, além do iPad Pro com display OLED de 11 polegadas e 12,9 polegadas. Espera-se que seja um MacBook Air, mas pode se tornar um MacBook, um MacBook Pro ou uma nova categoria”, comentou o especialista da Display Supply Chain Consultants (DSCC).

MacBook Air pode ser um dos primeiros notebooks da Apple a receber tela OLED (Imagem: Reprodução/Apple)
MacBook Air pode ser um dos primeiros notebooks da Apple a receber tela OLED (Imagem: Reprodução/Apple)

Tecnologia Tandem Stack

Young cita que o MacBook Air e o iPad Pro com painéis OLED usarão a tecnologia para displays batizada de “Tandem Stack”. Segundo as informações, a inovação aumenta o brilho, amplia o tempo de vida útil da tela e reduz o consumo de energia em cerca de 30%.

O analista ainda acrescenta que as futuras telas OLED que serão adotadas pela Apple também devem ter taxa de atualização variável. Um recurso que poderá otimizar ainda mais a eficiência energética dos dispositivos.

Atualmente, a gigante de Cupertino usa a tecnologia mini LED nos produtos, que possui pontos positivos e negativos em comparação ao OLED. Os painéis compostos por milhares de pequenos LEDs posicionados em várias zonas de escurecimento conseguem entregar maior nível de brilho e fidelidade de cor.

Apesar de não sofrerem com o efeito burn-in, as telas mini LED não têm um "escurecimento" local tão preciso. Isso ocorre porque os milhares de LED não conseguem ter a mesma precisão do que os milhões de pixels controlados individualmente nos displays OLED.

iPad Pro com tela OLED poderá oferecer imagens com tons mais reais de preto (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)
iPad Pro com tela OLED poderá oferecer imagens com tons mais reais de preto (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)

Caminho para o Micro LED

Tanto o mini LED quanto o OLED são tecnologias intermediárias até a Apple atingir o principal objetivo: displays Micro LED. Com LEDs de tamanhos microscópicos para cada pixel, os painéis prometem unir as principais qualidades das telas atuais.

Dessa maneira, é esperado painéis com brilho aprimorado, tons de cores mais reais e o fim do efeito burn-in. Embora a Maçã esteja investindo fortemente nessa tecnologia, ela ainda deve demorar alguns anos para ser aplicada nos produtos da marca.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos