Mercado abrirá em 6 h 25 min

MacBook Air com chip M1 é mais veloz que MacBook Pro com Core i9, aponta teste

Patrícia Gnipper
·2 minuto de leitura

No evento em que anunciou a nova geração de MacBooks e Mac minis, equipados com o chip proprietário M1 (com tecnologia ARM), a Apple prometeu que este seria o processador mais rápido do mudo. E parece que a Maçã não estava brincando, pois resultados dos primeiros testes de benchmark, que acabam de aparecer no Geekbench, revelam que a performance do MacBook Air com chip M1 supera a do MacBook Pro de 16 polegadas, que vem equipado com Core i9, o processador topo de linha da Intel.

O MacBook Air testado ali tem oito núcleos com frequência de 3,2 GHz e, no teste single core, ficou com 1.678 pontos, enquanto o score no multi-core ficou em 7.433. Enquanto isso, os números do Pro citado são de 1.029 no single core e 6.012 no multi-core.

(Imagem: Reprodução/Geekbench)
(Imagem: Reprodução/Geekbench)

Isso significa que o novo MacBook Air com o chip M1 está mesmo acima de qualquer outro MacBook já lançado até então, no que diz respeito à performance, trazendo resultados que podem ser comparados aos do Mac Pro de entrada, anunciados no ano passado.

A Apple afirmou, neste último evento chamado One More Thing, que o novo MacBook Air teria performance 3,5 vezes superior à da última geração, sendo mais veloz do que 98% das máquinas vendidas no ano anterior. Tudo isso fica ainda mais interessante ao considerar que o Air não tem fan de resfriamento em seu interior, algo que é presente no MacBook Pro e no Mac mini — ou seja, possivelmente a performance destes será ainda melhor do que a apresentada pelo Air.

(Imagem: Reprodução/Geekbench)
(Imagem: Reprodução/Geekbench)

Contudo, vale ressaltar que resultados do Geekbench não devem ser levados ao pé da letra, já que esse tipo de teste avalia o desempenho instantâneo da máquina, considerando o máximo de "esforço" que o chip é capaz de realizar em um período muito curto de tempo. Ou seja: os resultados de testes de benchmark não refletem exatamente o que o usuário final vai sentir nas condições reais do dia a dia. Ainda assim, é empolgante conferir como a novidade da Apple se destaca nesses testes iniciais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: