Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.668,88
    +1.427,41 (+2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

México registra primeiro caso da variante indiana da covid-19

·1 minuto de leitura
Profissional de saúde coleta amostra para exame PCR de detecção da covid-19 em Guadalajara, estado de Jalisco, México, 14 de abril de 2021

O México registrou o primeiro caso da variante indiana do coronavírus no estado de San Luis Potosí, no centro-norte do país, informaram autoridades neste domingo (2).

"Ontem fomos notificados sobre três novos isolamentos, foram identificadas variantes em três amostras, duas delas sem importância e uma que é de interesse e justamente é a B.1.617, originalmente identificada na Índia", disse em coletiva de imprensa Miguel Ángel Lutzow, secretário de Saúde local.

"Já foi identificada no nosso país e de fato a primeira vez que é identificada é aqui em San Luis Potosí", acrescentou durante coletiva de imprensa.

O funcionário disse que a variante foi identificada em uma pessoa residente na capital do estado e que está sendo feito o processo de investigação.

"O mais provável é que tenha sido por contato com pessoas que estiveram nos Estados Unidos", disse. Ele acrescentou que a pessoa afetada está em recuperação e não está mais hospitalizada.

A variante indiana do coronavírus é considerada responsável, em parte, pela letal segunda onda da pandemia na Índia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou na semana passada que esta mutação do vírus tinha sido identificada em 17 países, vários deles europeus.

O México, com 126 milhões de habitantes, registra até o momento 2.347.780 casos confirmados de coronavírus e 217.168 óbitos.

yug/mps/mvv