Mercado fechará em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    108.204,00
    +1.536,34 (+1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.791,48
    -440,72 (-0,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,36
    +1,93 (+2,26%)
     
  • OURO

    1.841,50
    +29,10 (+1,61%)
     
  • BTC-USD

    41.860,47
    +123,16 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,31
    -2,44 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.575,08
    -2,03 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    35.367,74
    -0,73 (-0,00%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.154,25
    -51,75 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2023
    -0,1048 (-1,66%)
     

México planeja deixar de exportar de petróleo em 2023

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- O México planeja deixar de exportar petróleo em 2023 como parte da estratégia do governo de Andrés Manuel López Obrador de alcançar a autossuficiência no mercado nacional de combustíveis.

Most Read from Bloomberg

A estatal Petróleos Mexicanos, ou Pemex, reduzirá as exportações de petróleo para 435 mil barris por dia em 2022 antes de eliminar gradualmente as vendas a clientes no exterior no ano seguinte, disse o CEO Octavio Romero, durante coletiva de imprensa na Cidade do México na terça-feira.

A medida faz parte de uma iniciativa de López Obrador para expandir a produção doméstica de combustíveis no México, em vez de exportar petróleo e importar produtos refinados caros, como gasolina e diesel. O México atualmente compra a maior parte dos combustíveis que consome de refinarias dos Estados Unidos.

Se cumprida, a promessa da Pemex marcará a retirada do mercado internacional de petróleo de um de seus players mais proeminentes nas últimas décadas. Em seu auge em 2004, a Pemex exportou quase 1,9 milhão de barris por dia para refinarias do Japão à Índia, e participou de reuniões da Organização dos Países Exportadores de Petróleo como observadora.

No mês passado, a empresa mexicana vendeu ao exterior pouco mais de um milhão de barris diários, segundo dados da Pemex.

A Pemex aumentará o processamento doméstico de petróleo, que alcançará 1,51 milhão de barris por dia em 2022 e 2 milhões de barris diários em 2023, disse Romero. A empresa mexicana planeja destinar toda a produção às suas seis refinarias, incluindo uma instalação em construção no estado de Tabasco, no sudeste, e outra sendo comprada nos arredores de Houston, Texas. Essa unidade é considerada parte do sistema de refino do México, mesmo localizada na fronteira com os EUA.

Refinarias asiáticas, que respondem por mais de 25% das exportações mexicanas de petróleo, devem sentir o maior impacto dos cortes nas exportações. As reduções devem atingir refinarias na Coreia do Sul e na Índia com mais força, com cortes menores para compradores nos EUA e na Europa, conforme a Pemex reverte planos de diversificar além do mercado dos EUA.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos