Mercado abrirá em 3 h 22 min

México diz que pode ajudar Venezuela com oferta de combustível

Nacha Cattan e Lorena Rios

(Bloomberg) -- O presidente mexicano Andrés Manuel Lopez Obrador disse que estaria disposto a vender gasolina para a Venezuela como um gesto humanitário, apesar das sanções dos EUA contra o país.

“Se eles pedissem e fosse uma necessidade humanitária, faríamos”, disse Lopez Obrador em resposta a pergunta, acrescentando que a Venezuela não pediu ajuda ao México no momento. “Ninguém tem o direito de oprimir os outros.”

A Venezuela enfrenta escassez de gasolina depois de anos de má gestão da produção e infraestrutura de refino. A venda de combustível para o país provavelmente resultaria em sanções pelo governo dos EUA, que impedem que outros países e empresas trabalhem com o governo de Nicolas Maduro.

A Venezuela recorreu recentemente ao Irã para ajudar a reparar refinarias e reabastecer os estoques de combustível à medida que a produção doméstica evaporava em meio às sanções. Em resposta, o governo dos EUA está preparando sanções adicionais para até 50 navios-tanque de petróleo e combustível como parte de um esforço para interromper o comércio entre os dois países, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto.

Enquanto o México é um grande exportador de petróleo, também depende de gasolina importada principalmente dos EUA para ajudar a atender seu consumo doméstico. As exportações de gasolina do país são insignificantes.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.