Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.202,63
    +660,68 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.718,55
    +194,10 (+0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,42
    +2,66 (+2,52%)
     
  • OURO

    1.808,20
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.349,54
    +435,23 (+2,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    416,94
    -3,20 (-0,76%)
     
  • S&P500

    3.825,36
    +39,98 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,46
    +322,03 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.607,75
    +78,25 (+0,68%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5511
    +0,0455 (+0,83%)
     

Médicos descobrem útero e ovário em homem de 67 anos durante cirurgia de hérnia

·1 min de leitura
Médicos descobrem útero e ovário em homem de 67 anos durante cirurgia de hérnia
Médicos descobrem útero e ovário em homem de 67 anos durante cirurgia de hérnia

Médicos descobriram um caso raro na medicina ao realizarem uma cirurgia em um homem de 67 anos. Ao ser submetido ao procedimento de correção de hérnia, os profissionais detectaram que ele havia desenvolvido útero, colo do útero, tubas uterinas e um ovário dentro de uma protuberância de 15 centímetros que o incomodava há dez anos.

A situação foi registrada em Kosovo, na Sérvia, e publicada pela revista científica Urology Case Reports pelos pesquisadores da Universidade de Prishtina. A condição pode ser rara, mas é conhecida como síndrome do ducto mulleriano persistente (PDMS), ocorrendo em homens quando também têm órgãos reprodutivos femininos ao lado do pênis.

Isso ocorre quando o início do útero, chamado de ducto Mulleriano, não se rompe no desenvolvimento inicial de um bebê durante a gestação, por volta da sétima semana. No mundo, até o momento, somente 200 casos foram registrados.

Leia também!

Sendo assim, os órgãos excedentes costumam ser descobertos em procedimentos cirúrgicos e os sintomas mais comuns são a hérnia inguinal e testículos não descidos. Os médicos encontram um saco escrotal, além dos órgãos femininos.

Só que mesmo com a condição de pseudo-hermafroditismo, não houve nada afetado no sistema reprodutivo no paciente. Ele passa bem após a cirurgia, é casado e tem três filhos.

Fonte: O Globo

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos