Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,04 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.871,40
    +4,90 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    34.899,43
    +499,46 (+1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    696,42
    -4,19 (-0,60%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.293,50
    -0,75 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    -0,0884 (-1,36%)
     

Mãe é presa na Suécia por trancar filho por quase 30 anos em casa; Homem foi encontrado desnutrido

·2 minuto de leitura
Porta do apartamento em que o jovem foi encontrado em Haninge, ao sul de Estocolmo
Porta do apartamento em que o jovem foi encontrado em Haninge, ao sul de Estocolmo

As autoridades suecas anunciaram nesta terça-feira (01) a prisão de uma mulher de 70 anos por suspeita de ter trancado seu filho por 28 anos. O homem foi encontrado, segundo a imprensa local, em um apartamento de Estocolmo com feridas infectadas e desnutrido. As informações são da AFP.

“A mãe é suspeita de privação ilegal da liberdade e de provocar lesões físicas", afirmou à AFP o porta-voz da polícia Ola Österling.

Leia também

O filho da suspeita agora tem 41 anos. Ele teria sido trancado no apartamento durante 28 anos depois que a mãe o obrigou a deixar a escola quando ele tinha apenas 12.

Segundo a AF, o apartamento foi isolado para investigação e análise mais apurada da perícia. Segundo o Ministério Público sueco, o alerta do crime foi emitido por um integrante da família que flagrou o homem.

Além de feridas infectadas, a vítima teria perdido quase todos os dentes e mal conseguia caminhar quando foi encontrado. A polícia não divulgou os detalhes da operação, mas confirmou que o homem foi hospitalizado.

"Havia urina, sujeira e poeira. Cheirava a mofo. Ninguém faz limpeza há anos", segundo a familiar que encontrou a vítima, citado de maneira anônima pelo Expressen.

A familiar relatou ainda que havia tanto lixo no local que a entrada no apartamento era de difícil acesso. Ela se disse “aliviada” pelo fim da situação trágica em que seu parente vivia.

"Estou surpresa, chateada, mas ao mesmo tempo aliviada. Há 20 anos que espero por este dia, porque percebi que ela tinha o controle total da vida dele, mas nunca teria imaginado algo desta magnitude", disse a fonte da família. Ela roubou a vida dele e manipulou as pessoas ao redor para manter seu segredo", afirmou.

Procurados pela imprensa local, vizinhos testemunharam que não viam o homem há anos. Alguns relataram que a mulher sequer abriram as janelas da casa. Elas demonstraram surpresa e indignação pelo caso não ter sido descoberto pelo serviço social antes.

Não há detalhes de quais seriam as motivações da mãe, que nega as acusações de acordo com o informado pela Promotoria.