Mercado fechará em 2 h 9 min

Luzes vermelhas aparecem no céu do deserto do Atacama

Uma nova foto feita do Observatório La Silla, integrante do Observatório Europeu do Sul, mostra raios brilhantes e vermelhos no céu do deserto do Atacama, no Chile, enquanto montanhas emolduram a paisagem. A foto foi divulgada na última segunda-feira (22).

Os raios vermelhos registrados na foto são os chamados “sprites", um tipo de relâmpago que acontece acima de nuvens de tempestade, que liberam descargas elétricas capazes de chegar a altitudes de até 90 km. Além de ocorrerem bem mais alto que os relâmpagos comuns, os sprites são mais frios que os raios de cor clara que costumamos ver. Confira:

Sprites vermelhos e airglow fotografados no céu do Chile (Imagem: Reprodução/Zdenek Bardon/ESO)
Sprites vermelhos e airglow fotografados no céu do Chile (Imagem: Reprodução/Zdenek Bardon/ESO)

Embora não sejam extremamente raros, os sprites são muito menos brilhantes que os raios comuns, o que os torna difíceis de observar e de fotografar — tanto que a primeira evidência fotográfica deles apareceu somente em 1989! Eles podem até parecer pequenos quando observados do solo, mas na verdade, os sprites podem chegar a 50 km de extensão.

Outra característica interessante da foto é o brilho esverdeado próximo do horizonte. Este é o chamado airglow (ou "brilho do ar"), formado pela ação da luz solar: ela remove elétrons do nitrogênio e oxigênio da atmosfera da Terra durante o dia, e de noite, os elétrons “expulsos” se recombinam com átomos e moléculas do ar, emitindo o brilho.

Para ver o airglow, é necessário dar preferência a lugares com o céu bastante escuro, sem poluição luminosa. Felizmente, a foto foi feita pertinho do observatório, instalado em um local a 2.400 m de altitude e com baixa poluição luminosa, o que o torna perfeito para registrar fenômenos como estes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: