Mercado fechado

Lula vai decretar a volta do horário de verão? Veja como funciona a prática

Horário de verão: medida divide internautas após enquete de Lula (AP Photo/Elise Amendola)
Horário de verão: medida divide internautas após enquete de Lula (AP Photo/Elise Amendola)
  • Futuro presidente fez um enquete no Twitter sobre o assunto;

  • Medida não resulta em economia de energia no país, apontou a ONS;

  • Horário de verão pode ser considerada mais uma prática cultural do que econômica.

Após ser eleito, o futuro presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já colocou suas redes sociais a postos para ouvir os desejos da população brasileira, a princípio ao menos com um tema leve: o retorno do horário de verão. Lula realizou uma enquete em seu perfil no Twitter perguntando aos internautas se eles querem o retorno da medida, ao que 67% havia respondido que sim, com um total de 2 milhões de votos.

A prática foi descontinuada em 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro após ficar em vigor sem interrupções desde 1985. A medida foi alvo de críticas por boa parte da sociedade brasileira que já encara o adiantamento do relógio como uma prática cultural.

Como funciona o horário de verão?

O horário de verão é uma medida desenvolvida no século 18 para ajudar a economizar energia durante o verão, época do ano com maior incidência da luz solar. A ideia é iniciar as atividades econômicas uma hora mais cedo para que os trabalhadores cheguem em casa enquanto ainda há luz solar, de modo que se gaste menos energia com a iluminação de interiores.

No Brasil a medida é costumeiramente aplicada nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, que se encontram mais afastadas da linha do Equador e, por isso, têm maior variação na incidência do Sol durante o ano.

Horário de verão economiza energia?

Entretanto, estudos mais recentes afirmam que o horário de verão não provoca economias significativas no gasto de energia e nas contas de luz. Isto porque os equipamentos elétricos evoluíram bastante entre o século 18 e agora, fazendo com que se tornassem mais eficientes. Da mesma forma, o consumo de eletricidade hoje em dia se dá além da luz elétrica, como em eletrônicos e eletrodomésticos, que não tem hora definida para serem utilizados.

Um estudo realizado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que coordena e controla a operação das geradoras de eletricidade no país, não encontrou nenhum benefício na aplicação da medida no país, fazendo com que a sua implementação tenha um caráter mais cultural do que econômico.

Internautas ficam divididos

A própria reação dos internautas à publicação de Lula mostra como o horário de verão tem pouco impacto econômico. Muitos responderam com alegria o retorno da medida, enquanto outros afirmaram que o assunto deveria ser debatido pelos especialistas, não se atentando que já há estudos que demonstram nenhum benefício para a medida.

Ainda houve aqueles que se mostraram contrários à adoção da medida, afirmando que a prática representa uma queda da qualidade de vida para a parcela mais pobre da população, que passa a ter que acordar ainda mais cedo para ir ao trabalho.