Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,10
    +0,95 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.806,50
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    41.036,50
    +1.189,20 (+2,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,54
    +29,64 (+3,04%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.171,75
    +98,25 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2081
    +0,0898 (+1,47%)
     

Lula tem 49% das intenções de voto contra 23% de Bolsonaro, diz pesquisa Ipec

·1 minuto de leitura
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Bernardo do Campo

Por Pedro Fonseca

(Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 49% das intenções de voto para a eleição presidencial de 2022, contra 23% do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de acordo com pesquisa do instituto Ipec publicada nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Atrás de Lula e Bolsonaro aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7%; o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 5%; e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 3%, segundo o levantamento. De acordo com a pesquisa, 10% disseram que votariam em branco/nulo e 3% não responderam ou disseram não saber.

O ex-presidente Lula, que não pôde concorrer contra Bolsonaro na eleição de 2018 devido à Lei da Ficha Limpa por condenação no âmbito da operação Lava Jato, recuperou os direitos políticos este ano após a revogação das condenações.

O Ipec, um instituto novo liderado por ex-executivos do Ibope Inteligência, entrevistou, presencialmente, 2.002 eleitores em 141 cidades, entre 17 e 21 de junho. Como não tem pesquisa anterior de intenção de voto publicada, não há comparação com outro período. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

Na véspera, o Ipec mostrou que a aprovação ao governo Bolsonaro caiu para 24%, ante 28% em fevereiro, enquanto a reprovação subiu para 49% de 39% anteriormente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos