Mercado abrirá em 6 h 24 min

Show de vencedor do "The Voice Brasil" termina em vaias por manifestação por "Lula Livre"

Tony Gordon, vencedor do "The Voice Brasil". Foto: Raquel Cunha/TV Globo

Os ânimos acirrados da plateia interromperam um show do vencedor da oitava edição do “The Voice Brasil”, Tony Gordon, neste fim de semana. A comoção ficou ainda maior quando o cantor mencionou a frase “Lula Livre”, o que gerou vaias e revolta por parte do público do Bourbon Festival, em Ilhabela, no litoral de São Paulo, na sexta-feira (8).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Segundo o site “Notícias da TV”, o show foi encerrado na terceira música, e a confusão teria começado na própria plateia, que se manifestou comemorando a liberdade do ex-presidente Lula, garantida após a decisão do Supremo Tribunal Federal de fazer valer a Constituição e suspender as prisões em segunda instância.

Leia também:

“O cantor entrou cantando no meio da plateia. Foi uma euforia geral. Antes de terminar essa primeira música, uma única pessoa, que estava ao meu lado, gritou: ‘Lula livre’. Daí começou um leve burburinho, outras gritaram também: metade delas gritava Lula livre, outra metade vaiava. As primeiras vaias foram da plateia para a parte da plateia que gritava Lula livre”, relatou a advogada Quil Dulci Pimentel, que mora em São Paulo e frequenta Ilhabela há 30 anos.

De acordo com a publicação, a apresentação continuou com “Imagine”, de John Lennon, em meio a novas provocações do público. A advogada conta que Tony Gordon tentou falar, mas era interrompido pelos fãs. “Os gritos de Lula livre ficaram mais intensos e interrompiam a fala dele. Na tentativa de tentar apagar os ânimos, ele disse: ‘Sim, gente, Lula livre, mas o que eu tô querendo dizer é...’”, explicou a espectadora.

Nos vídeos que circulam nas redes sociais, o cantor tenta melhorar o clima com um discurso de conciliação: “Temos um país lindo, independentemente do que estamos vivendo. Então, com muito carinho, venho pedir um Brasil melhor para todos nós. A gente segue na base do amor, cada um respeitando a opinião do outro”.