Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,80
    +0,52 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.815,60
    -20,50 (-1,12%)
     
  • BTC-USD

    54.387,46
    -2.436,84 (-4,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.470,93
    -92,90 (-5,94%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.967,25
    -378,75 (-2,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4022
    +0,0568 (+0,90%)
     

Lula diz que será candidato se necessário

·1 minuto de leitura
(10 mar) Lula participa de entrevista coletiva em São Bernardo do Campo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que irá se candidatar nas eleições presidenciais de 2022 "se for necessário", depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a anulação das condenações de corrupção contra ele.

"Se for necessário", serei candidato, para ganhar as eleições de "um fascista que se chama Bolsonaro, um genocida, por ser o maior responsável pelo caos na pandemia", indicou na noite desta quinta-feira, em entrevista ao canal de TV argentino C5N. Ele assinalou, no entanto, que "não necessariamente" será o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT).

"Tenho boa saúde, mas não tem, obrigatoriamente, que ser eu. Podemos escolher alguém que possa representar os setores progressistas do Brasil", disse o ex-presidente, 75, pouco depois que oito dos 11 juízes do STF apoiaram a decisão tomada no mês passado pelo ministro Edson Fachin, que determinou que o tribunal de Curitiba que condenou Lula por duas causas não tinha competência para tal.

"Foi uma mentira muito grande, mas meus advogados provaram que era uma farsa. O juiz mentiu, os procuradores mentiram, a Polícia Federal mentiu, porque tinham que me tirar da disputa eleitoral. Mas estou pronto para a briga", afirmou Lula.

dm-nn/rsr/lb