Mercado abrirá em 7 h 43 min
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,74 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,88
    +0,18 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.729,80
    -2,90 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    60.496,79
    +2,54 (+0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.293,23
    -1,35 (-0,10%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.637,34
    +184,06 (+0,65%)
     
  • NIKKEI

    29.793,48
    +254,75 (+0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.787,50
    -21,25 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8192
    -0,0113 (-0,17%)
     

Lula achou que anulação de condenações era brincadeira, diz revista

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu por telefone a notícia de que suas condenações haviam sido anuladas no STF (Supremo Tribunal Federal), porém achou que a informação era uma brincadeira.

Leia também:

Segundo reportagem da revista Época, Lula estava em casa quando recebeu a ligação do amigo Décio Lima, ex-prefeito de Blumenau. O advogado havia se cadastrado para receber por e-mail atualizações de todos os processos do ex-presidente.

Ao ouvir de Lima o conteúdo da decisão, de acordo com a reportagem, Lula ficou atônito e pensou se tratar de uma brincadeira. O líder petista desligou e telefonou imediatamente para seu advogado, Cristiano Zanin, que também estava surpreso.

Lula telefonou para a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do partido. “Parece que o Fachin anulou tudo! O Zanin está lendo o despacho”, contou. Em seguida, o líder petista recebeu uma ligação do presidente da Argentina, Alberto Fernández.

Depois, Lula ainda conversou com a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) e o senador Jaques Wagner (PT-BA). Também recebeu uma carta do ex-presidente uruguaio Pepe Mujica e uma ligação do cantor Chico Buarque, na quarta-feira (10).

Na última segunda, o ministro Edson Fachin, do STF, anulou todas as condenações do petista pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato e, consequentemente, restabeleceu os direitos políticos do ex-presidente.

Ao decidir sobre pedido de habeas corpus da defesa de Lula impetrado em novembro do ano passado, Fachin declarou a incompetência da Justiça Federal do Paraná nos casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e das doações ao Instituto Lula.