Mercado fechará em 2 h 23 min
  • BOVESPA

    115.690,51
    -773,55 (-0,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.994,67
    -1.058,89 (-2,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,15
    +0,54 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.846,90
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    30.822,58
    -817,16 (-2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,46
    -14,46 (-2,26%)
     
  • S&P500

    3.789,47
    -60,15 (-1,56%)
     
  • DOW JONES

    30.589,12
    -347,92 (-1,12%)
     
  • FTSE

    6.559,58
    -94,43 (-1,42%)
     
  • HANG SENG

    29.297,53
    -93,73 (-0,32%)
     
  • NIKKEI

    28.635,21
    +89,03 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    13.291,75
    -193,75 (-1,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5329
    +0,0221 (+0,34%)
     

Lucro do JPMorgan cai menos que o esperado no 2º tri

Por Anirban Sen e Elizabeth Dilts Marshall
·1 minuto de leitura
.

Por Anirban Sen e Elizabeth Dilts Marshall

(Reuters) - O JPMorgan Chase & Co. divulgou nesta terça-feira que reservou cerca de 10,5 bilhões de dólares em provisões para cobrir uma onda de potencial inadimplência após a pandemia do Covid-19, mas reportou lucro melhor do que o esperado no segundo trimestre, apesar da queda de 51%.

O lucro líquido do maior banco dos Estados Unidos caiu para 4,69 bilhões de dólares, ou 1,38 dólar por ação, no trimestre encerrado em 30 de junho, mas superou as estimativas dos analistas de 1,04 dólar por ação.

A escala de perdas de crédito esperadas no banco é um grande barômetro da saúde da economia dos EUA, conforme a pandemia de coronavírus aumenta o desemprego e pressiona as empresas.

"Apesar de alguns dados macroeconômicos positivos recentes e de uma ação governamental significativa e decisiva, ainda enfrentamos muita incerteza em relação à trajetória futura da economia", afirmou o presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon.

Ele também disse que o banco continuará pagando dividendos, a menos que "a situação econômica se deteriore substancial e significativamente".

(Reportagem de Anirban Sen em Bangalore e Elizabeth Dilts-Marshall em Nova York )