Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.667,78
    +440,32 (+0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.151,38
    -116,95 (-0,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,38
    +0,16 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.803,40
    +5,50 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    49.409,84
    +1.476,71 (+3,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    979,60
    -35,32 (-3,48%)
     
  • S&P500

    3.925,43
    +44,06 (+1,14%)
     
  • DOW JONES

    31.961,86
    +424,51 (+1,35%)
     
  • FTSE

    6.658,97
    +33,03 (+0,50%)
     
  • HANG SENG

    29.718,24
    -914,40 (-2,99%)
     
  • NIKKEI

    29.671,70
    -484,33 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    13.289,50
    -12,50 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5784
    -0,0321 (-0,49%)
     

Lucro da Unidas mais do que dobra no 4º tri

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Unidas mais do que dobrou seu lucro no quarto trimestre, uma vez que seus negócios principais de locação de veículos, gestão de frotas e vendas de seminovos seguira mostrando recuperação dos efeitos da pandemia da Covid-19.

A companhia anunciou nesta terça-feira que seu lucro líquido de outubro a dezembro somou 197,1 milhões de reais, alta de 105,3% no comparativo com igual etapa de 2019.

A receita líquida cresceu 31,2%, para 1,6 bilhão de reais, maior nível já registrado pela companhia num trimestre, sustentada por recordes de volume e aumento da tarifa média sobre locações.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou 465,8 milhões de reais, crescimento de 40,5%. A margem Ebitda subiu 14,1 pontos percentuais, para 71,2%.

Segundo a Unidas, a demanda por veículos seminovos se manteve alta no trimestre, permitindo trabalhar com preços mais altos, com a receita no segmento crescendo 47,9% ano a ano.

A Unidas e a rival Localiza anunciaram em setembro a intenção de combinação de negócios.

Executivos da companhia discutem os resultados do período em teleconferência com analistas na quarta-feira às 13h (horário de Brasília).

(Por Aluísio Alves)