Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,32
    +0,42 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.833,60
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    58.085,72
    -524,17 (-0,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,29 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,85 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,42 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.739,00
    +29,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3677
    +0,0026 (+0,04%)
     

Lucro da Saudi Aramco supera expectativa no trimestre

Hadeel Al Sayegh e Saeed Azhar e Alexander Cornwell
·1 minuto de leitura

Por Hadeel Al Sayegh e Saeed Azhar e Alexander Cornwell

DUBAI (Reuters) - A produtora estatal de petróleo Saudi Aramco superou as previsões dos analistas nesta terça-feira com um aumento de 30% no lucro líquido do primeiro trimestre e manteve o pagamento de dividendos, ajudada pelos preços mais fortes do petróleo.

Os ganhos de empresas globais de energia como a Exxon Mobil aumentaram com a alta do petróleo, que avançou cerca de um terço neste ano, à medida que a demanda por combustível se recupera da pandemia e o excedente global de petróleo diminui.

"Dados os sinais positivos para a demanda de energia em 2021, há mais razões para estar otimista de que dias melhores estão chegando", disse Amin Nasser, presidente-executivo da maior exportadora de petróleo do mundo, em um comunicado. "E embora alguns ventos contrários ainda permaneçam, estamos bem posicionados para atender às crescentes necessidades de energia do mundo à medida que as economias começam a se recuperar", disse ele. O lucro líquido aumentou para 21,7 bilhões de dólares no primeiro trimestre, versus 16,7 bilhões no mesmo período do ano anterior.

A previsão de lucro líquido era de 19,48 bilhões de dólares, de acordo com uma média de estimativas de cinco analistas. A Aramco, listada em 2019 com a venda de uma participação de 1,7% principalmente para o público saudita e instituições regionais, disse que os lucros foram impulsionados também por maiores margens de refino e produtos químicos, ajudando a compensar a queda na produção.