Mercado abrirá em 9 h 11 min
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,04
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.790,70
    +6,00 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    50.632,44
    -106,87 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.307,88
    -13,40 (-1,01%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    24.021,32
    +37,66 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    28.775,96
    +320,36 (+1,13%)
     
  • NASDAQ

    16.397,00
    +79,00 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3510
    +0,0113 (+0,18%)
     

Lucro da Eneva dispara com maior geração térmica pela crise hídrica

·1 min de leitura
Linha de transmissão de energia

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de energia Eneva anunciou nesta quinta-feira uma disparada em seu lucro líquido do terceiro trimestre, que atingiu o melhor resultado da história para o período, com ganhos impulsionados pelo maior despacho de suas usinas termelétricas, enquanto o país lida com a crise hidrelétrica.

O resultado líquido da empresa atingiu 362,6 milhões de reais, alta de alta de 553% ante o mesmo período do ano passado.

Já o indicador de geração de caixa (Ebitda ajustado) quase dobrou para 573 milhões de reais no terceiro trimestre.

"Geramos energia na base durante todo o trimestre para garantir estabilidade e segurança ao sistema, por meio de uma energia firme que ajudou a assegurar o suprimento para o país. Esse cenário trouxe um resultado muito forte para a nossa companhia no terceiro trimestre", disse o diretor financeiro da Eneva, Marcelo Habibe.

Segundo ele, o cenário é favorável, "pois vamos ter a entrada em operação do nosso projeto integrado Azulão-Jaguatirica que vai contribuir para o quarto trimestre".

A Eneva informou que todas as usinas permaneceram despachadas no terceiro trimestre com despacho médio de 98%, versus 24% no mesmo período do ano passado.

"A elevação do despacho no trimestre se deve à combinação dos efeitos de piora do cenário hidrológico e à crescente demanda por energia, em linha com a sazonalidade esperada para o período", pontuou a empresa em nota.

Já a produção de gás aumentou 260% no terceiro trimestre em comparação ao mesmo período de 2020, em resposta ao maior despacho das usinas a gás.

(Por Roberto Samora)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos