Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.846,38
    -406,71 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Lucid Air faz 836 km numa carga e toma da Tesla o recorde de carro elétrico com maior autonomia

·2 minuto de leitura
Lucid Air faz 836 km numa carga e toma da Tesla o recorde de carro elétrico com maior autonomia
Lucid Air faz 836 km numa carga e toma da Tesla o recorde de carro elétrico com maior autonomia

A startup Lucid Motors acaba de tomar, com ampla vantagem e oficialmente, um recorde antes pertencente à Tesla: o de automóvel elétrico com maior autonomia.

Autonomia é medida pela distância máxima atingida numa carga completa de bateria. É a confirmação oficial do que já havia sido prometido pela empresa. Os dados partem não dos fabricantes, mas da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA).

Por sua avaliação, o Lucid Air Dream Edition Range registrou uma autonomia inédita de 420 milhas (836,85 km) numa carga. Compare com o campeão anterior: o Tesla Model S Long Range, que faz 405 milhas (651 km) por carga.

O Air vence inclusive veículos que a Tesla só prometeu: o Cybertruck e o S Model Plaid+ (esse último, um projeto cancelado), prometeram 500 milhas (804 km) por carga.

Não é só bateria: CEO fala como o elétrico tem maior autonomia

A Lucid tem como CEO um ex-engenheiro da Tesla, Peter Rawlinson. Ao fundar a startup, ele já havia prometido que superaria sua ex-empresa usando veículos mais aerodinâmicos e com peças mais leves.

“Crucialmente, esse marco histórico foi alcançado pela tecnologia própria de veículos elétricos da Lucid, não apenas instalando uma bateria maior” afirmou num comunicado celebrando o recorde.

Um dos desafios mais importantes para veículos elétricos é justamente a autonomia. Enquanto não há uma rede estabelecida de carregamento rápido (falamos dos Estados Unidos), o público teme viajar com eles e acabar preso ao ser forçado a carregar numa tomada comum.

Carregar um Tesla S na tomada da sala é possível, mas pode levar até 40 horas. Assim, viagens só são realmente viáveis entre pontos com carregamento rápido. Quanto maior a autonomia, mais viáveis elas são. Quanto mais viáveis viagens de longa distância são, mais viável é o fim da era do combustível fóssil.

A Tesla ainda domina 2/3 do mercado americano de elétricos. Mas, perdendo a dianteira para a Rivian no setor de caminhonetes e agora pela Lucid como o elétrico com maior autonomia, a concorrência parece estar cada dia mais aquecida.

Via Lucid

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos