Mercado fechado

Luciano Huck diz que sexo tântrico ajudou seu casamento: "Quase 20 anos juntos"

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
O apresentador abriu sua intimidade em conversa com Tatá (Foto: Reprodução/Instagram/@lucianohuck)
O apresentador abriu sua intimidade com Tatá (Foto: Reprodução/Instagram/@lucianohuck)

Após Xuxa revelar seu apreço pelo sexo anal, Tatá Werneck recebeu mais um convidado que topou abrir sua intimidade no ‘Lady Night’! O programa desta quarta-feira (4) contou com Luciano Huck, que revelou ser adepto do sexo tântrico.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O apresentador falou sobre o assunto após ser questionado sobre o que faria para ajudar um homem a voltar a ter ereção em uma relação sexual. “Faz um curso de tantra junto. Posso lhe indicar alguém", disse ele.

Tatá ficou surpresa com a resposta e aproveitou para tirar mais informações do entrevistado. “É mesmo? Você já fez? E funciona?”, perguntou a humorista, interessada. Luciano, então, balançou a cabeça confirmando a realização e acrescentando que a prática salvou seu casamento com Angélica. “Quase 20 anos juntos”, entregou.

Leia também

Durante a participação no programa de entrevistas, Huck ainda revelou que nunca tomou Viagra e disse não se lembrar de ter brochado alguma vez. Ele também falou que não se lembra de ter transado com mais de uma pessoa ao mesmo tempo e afirmou que ter alguém assistindo o momento íntimo nunca foi um desejo dele e de Angélica. “Somos discretos”, resumiu.

Huck e Angélica estão casados há 16 anos. O casal comemorou o aniversário de casamento na semana passada com direito a declarações nas redes sociais. Em agosto, a loira revelou que tem vibradores e acha importante investir no autoconhecimento.

O que é sexo tântrico?

A técnica é milenar e objetiva permitir que os praticantes aproveitem de uma intimidade mais profunda, com um toque mais lento, troca de energias e um orgasmo potente e tardio. O foco não é o gozo rápido ou posições de sexo elaboradas (até porque o kamasutra não tem nada a ver com o sexo tântrico), e sim que cada parceiro sirva o outro, para que juntos eles experimentem uma comunhão tanto física como espiritual e possam alcançar um tipo mais intenso e significativo de êxtase sexual que pode, ou não, estar acompanhado de orgasmos propriamente ditos e ejaculação. Aliás, atrasar o momento do orgasmo muitas vezes pode ajudar a intensificar a experiência e deixar com que ambos permaneçam em estado elevado de excitação.