Mercado abrirá em 3 h 51 min

Luciano Hang, da Havan, é notificado por usar bandeira nacional em lojas

Foto: AP/Leo Correa

Luciano Hang, o empresário dono da rede de lojas de departamento Havan, foi notificado pelo Ministério Público por usar a bandeira do Brasil em estabelecimentos da marca.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Segundo a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo, Hang foi notificado pelo MP há um mês após colocar a imagem da bandeira nacional em um cartão de compras oferecido a clientes.

Leia também

Segundo a lei nº 5.700 de setembro de 1971, que trata do uso de símbolos nacionais em território brasileiro, é proibido o uso da bandeira do Brasil “em rótulos ou invólucros de produtos expostos à venda”.

Em sua defesa, Hang argumenta que o cartão da Havan que utiliza a imagem da bandeira do Brasil é distribuído de forma gratuita. “Fazemos isso como uma forma de patriotismo”, declarou o empresário.

“Vou esperar para ser preso, mas não vou deixar de usar a bandeira”, diz Hang. Ainda segundo o jornal, o empresário já falou com integrantes do governo Bolsonaro para pedir que a lei seja alterada.

Hang é um apoiador declarado de Bolsonaro desde as eleições de 2018, a ponto de se declarar um “soldado” do presidente. Ele é conhecido por se vestir de verde e amarelo, decorar suas lojas com as cores da bandeira e, principalmente, pelos comentários de apoio que faz às políticas do governo federal e críticas à “esquerda” nas redes sociais.