Mercado fechará em 3 h 28 min
  • BOVESPA

    113.586,44
    +2.402,48 (+2,16%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.641,17
    +263,70 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,05
    +2,77 (+4,52%)
     
  • OURO

    1.716,40
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    49.818,71
    -1.046,72 (-2,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,37
    +13,16 (+1,33%)
     
  • S&P500

    3.830,27
    +10,55 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    31.366,03
    +95,94 (+0,31%)
     
  • FTSE

    6.646,61
    -28,86 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.728,50
    +46,75 (+0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7104
    -0,0683 (-1,01%)
     

Luciano Hang, bilionário da Havan, construirá o prédio mais alto do Brasil

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Luciano Hang é aliado de Bolsonaro. (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)
Luciano Hang é aliado de Bolsonaro. (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

Luciano Hang, bilionário dono da Havan e um dos empresários mais ricos do Brasil, não esconde seus planos ambiciosos e o jeito extravagante. Sua mais nova empreitada: construir o prédio mais alto do Brasil, e um dos mais altos do mundo, em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O edifício terá, nos planos de Hang, 132 andares. As informações são da revista Veja.

Anteriormente, havia sido divulgado que o prédio teria 120 andares, mas segundo a Veja, esse número cresceu.

Leia também:

Ainda de acordo com a publicação, o edifício ficará situado na Avenida Atlântica, onde Hang comprou um terreno pelo valor de R$ 140 milhões para lançar as fundações de seu novo empreendimento.

Na semana passada, o empresário bolsonarista, que chegou a ser internado recentemente junto à sua esposa depois de contrair o novo coronavírus, e que perdeu a mãe por conta da COVID-19, voltou a se engajar em movimentos contrários às medidas de isolamento para conter o espalhamento do vírus.

As informações são da Folha de S.Paulo.

Segundo o jornal, Hang viajou para Bauru, cidade do interior de São Paulo, na sexta-feira (12), para integrar um protesto que pede a reabertura do comércio no município.

Bauru se encontra atualmente na fase vermelha, a mais dura em restrições dentro das categorizações estabelecidas pelo estado de São Paulo.

Ele cedeu ainda o estacionamento de uma loja da Havan para a realização do protesto.

Hang falou também sobre a morte da mãe, vítima da COVID-19. Em entrevista à revista Veja, ele disse que Ele disse que lamenta não ter recorrido a remédios comprovadamente sem eficácia, como a cloroquina, no tratamento da mãe. “Talvez ela tivesse se salvado”, disse Hang à revista.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube