Mercado fechado

Mulher de Faustão, Luciana Cardoso lembra fase modelo: "Viveria tudo de novo"

Giselle de Almeida
·2 minutos de leitura
Luciana Cardoso compartilhou fotos da época em que trabalhava como modelo. Fotos: reprodução/Instagram/lucard
Luciana Cardoso compartilhou fotos da época em que trabalhava como modelo. Fotos: reprodução/Instagram/lucard

Atualmente roteirista do “Domingão do Faustão”, Luciana Cardoso já teve sua fase de atuar à frente das câmeras. A esposa do apresentador Fausto Silva foi modelo dos 14 aos 24 anos - e muitos de seus trabalhos na profissão viraram lembranças boas, que ela compartilha com seus seguidores nas redes sociais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“[Tenho] saudade boa, mas ao mesmo tempo a sensação de um ciclo vivido por completo. Tenho muitas boas lembranças dos dias de fotos e comerciais. Era sempre muito bom fazer parte de uma equipe e ver o resultado final. Se voltasse no tempo, viveria tudo de novo”, contou ela, em entrevista ao site Gshow.

Leia também:

Segundo Luciana, o momento mais marcante da carreira foi sua primeira viagem, aos 15 anos, para o Japão.

“Fui com a minha mãe e fiquei por dois meses. Foi um mundo novo. Muita informação, uma cultura diferente. Aprendi a trabalhar com responsabilidade, pontualidade e tudo foi muito encantador”, disse.

O interesse pela profissão surgiu numa época em que eram comuns os concursos de modelos, mas ela nunca participou de competições do tipo.

“Fiz o book e entrei. Comecei com uma campanha de duas marcas de roupa em anúncios em uma revista que marcou a adolescência da minha geração”, lembrou ela, que abriu mãos dos ensaios para se dedicar aos estágios em Jornalismo, área em que se formou.

Hoje, Luciana vê diferenças importantes nesse mercado, principalmente no que diz respeito à qualidade de vida das modelos.

“Antigamente não tínhamos tanta informação sobre nutrição como hoje e, ao invés de comer direito, a gente comia pouco para se manter magra. Ainda bem que as coisas mudaram”, analisou a mãe de João Guilherme e Rodrigo.