Mercado fechará em 4 h 59 min

Luana Piovani chora por Miguel: “Vocês todos precisam estar devastados”

Luana Piovani chorou ao refletir sobre a morte do menino Gabriel (reprodução / instagram @luapio)

Luana Piovani é, há oito anos, uma mãe feroz e real. Nesta sexta-feira (5) a atriz chorou ao tentar lamentar a morte do menino Miguel, de cinco anos, que caiu do nono andar de um prêmio de luxo no Recife. Ele era o filho da empregada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários.

“Já não sei mais o que dizer. Me sinto estúpida falando em post tem um algum tempo. Nada muda. Me sinto impotente, me sinto culpada. Daí eu fico pensando se eu já fiz alguma coisa hoje, se eu fiz alguma coisa hoje para que todas essas coisas diminuam, cessem”, falou após exibir uma série de críticas contra o racismo.

Leia também

Luana continuou a refletir sobre a realidade de todo o país. “Eu não posso evitar, tenho que encarar isso. É isso que a sociedade que eu vivo que cria isso quer que eu faça. E por coincidência meus filhos não estão comigo, estão com o Pedro (Scooby). Só consigo pensar naquela mãe”, lamentou.

A atriz e empresária refletiu sobre seus privilégios. “Eu queria falar tanta coisa, mas não estou conseguindo. Preciso registrar no meu pequeno alcance que eu estou devastada, que vocês todos precisam estar devastados, e sendo antirracista a gente tem que lutar contra os privilégios dos brancos. Eu, apesar de ter 43 anos, e sempre ter achado que eu era atenta, nunca me atentei a tantos privilégios que vivo diariamente e a gente precisa pensar sobre isso”, apontou.

Piovani chamou os seguidores para fazer com ela o exercício de se movimentar no futuro. “Estou tentando pensar em como ser um pouco mais ativista e vou tentar fazer algumas coisas. Estou dividindo isso com vocês porque você que está me assistindo precisa fazer alguma coisa”, pediu.