Mercado fechará em 1 h 22 min
  • BOVESPA

    114.074,58
    +1.792,30 (+1,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.505,43
    +167,09 (+0,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,31
    +1,08 (+1,50%)
     
  • OURO

    1.750,80
    -28,00 (-1,57%)
     
  • BTC-USD

    44.688,89
    +927,43 (+2,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.122,75
    +13,83 (+1,25%)
     
  • S&P500

    4.458,88
    +63,24 (+1,44%)
     
  • DOW JONES

    34.828,99
    +570,67 (+1,67%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.326,25
    +162,75 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2239
    +0,0151 (+0,24%)
     

Los Angeles deve aprovar vacinação obrigatória para estudantes

·2 minuto de leitura
Uma proposta apresentada para discussão nesta quinta-feira obriga adolescentes que frequentam escolas no distrito escolar de Los Angeles a serem vacinados contra covid-19 (AFP/Patrick T. FALLON)

O distrito escolar de Los Angeles, o segundo maior dos Estados Unidos, se prepara para aprovar nesta quinta-feira (9) a vacinação obrigatória contra a covid-19 para estudantes maiores de 12 anos.

Isso o tornaria o primeiro grande distrito escolar do país a implementar essa medida, em meio a um novo aumento das infecções, impulsionado principalmente pela variante delta do coronavírus.

Enquanto isso, o presidente Joe Biden se prepara para ordenar a obrigatoriedade da vacina para funcionários federais, como parte do plano de enfrentamento da pandemia.

Cerca de 600 mil alunos estão matriculados em escolas públicas do distrito de Los Angeles, uma cidade na costa oeste do país com quase 4 milhões de habitantes. A votação desta quinta-feira pode abrir um precedente para outros conselhos escolares nos Estados Unidos.

O distrito já havia exigido que as crianças fossem testadas regularmente, assim como o uso de máscaras em espaços abertos e fechados. Professores e outros funcionários precisam estar vacinados.

De acordo com a proposta, todos os estudantes maiores de 12 anos devem tomar a primeira dose até 21 de novembro e a segunda até 19 de dezembro. Para aqueles que estiverem frequentando atividades extracurriculares presenciais o prazo é menor: devem receber a primeira dose até 3 de outubro e a segunda até 31 de outubro.

Os alunos que completarem 12 anos após a aprovação do texto terão 30 dias a partir de seu aniversário para tomar a primeira dose da vacina e quatro semanas para a segunda.

O sindicato dos professores e muitos pais apoiam a medida, mas, como em outros lugares nos Estados Unidos, uma minoria se opõe fortemente às vacinas, apesar das sólidas evidências científicas de que são seguras e eficazes.

Cerca de 58% dos adolescentes entre 12 e 18 anos nos Estados Unidos foram vacinados com pelo menos uma dose.

A proposta argumenta que a obrigatoriedade é necessária para controlar as infecções entre os alunos, ameaçando o retorno às salas de aula neste ano letivo, após um longo hiato em 2020.

Vacinas, máscaras e outras medidas de controle contra a covid-19 se tornaram o centro de um debate político nos Estados Unidos.

Os estados e condados governados pelo Partido Republicano resistem à imposição das regras recomendadas pelos médicos, argumentando que elas interferem nas liberdades pessoais.

A implementação de um programa de imunização abrangente e gratuito foi considerada fundamental para reduzir novos casos de covid-19, uma doença que causou mais de 650 mil mortes e mais de 40 milhões de infecções no país.

Porém, o surgimento da variante delta, altamente contagiosa, ameaça esses avanços, com um novo aumento de casos, principalmente onde a vacinação teve baixa adesão.

hg/pr/yow/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos