Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.409,57
    -3.405,33 (-5,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Loop LiquidCool da Xiaomi promete gelar ainda mais celulares “estressados”

·2 min de leitura

Um celular potente pode acabar impondo certo estresse ao processador. E sabemos que cada vez mais os smartphones chegam em corpos compactos, o que significa que o sistema de dissipação de calor precisa ser efetivo para oferecer o melhor resultado possível ocupando o menor espaço disponível.

Visando melhorar seus aparelhos nesta área, a Xiaomi está anunciando a criação de um novo sistema de resfriamento líquido para os SoCs. O chamado Loop LiquidCool seria baseado em técnicas da indústria aeroespacial, e segundo material promocional da empresa, alcança resultados expressivos.

O sistema atrai o agente de resfriamento diretamente para a fonte de calor, o evapora, e então esse gás segue fluxo para uma área fria para nova condensação que reinicia o seu loop.

O diferencial do Loop LiquidCool seria contar com canais separados para trânsito de liquidos e gases. Assim, eles não se obstruem e fluem mais rapidamente pelo sistema. Ou seja, navegam mais rapidamente entre as etapas do circuito, permitindo 30% menos resistência ao fluxo dos gases e ganhos de até 100% em transferência de calor.

Isso se tornou possível graças ao design de anéis do dissipador. Uma válvula da Tesla é utilizada no circuito e o design consegue bloquear a navegação do material gasoso pelo canal do material liquido.

Em um teste divulgado pela marca, o protótipo conseguiu trabalhar com games mantendo uma temperatura 5º C inferior em relação a modelos já lançados. A tecnologia é promissora, e a Xiaomi tem grandes planos para ela.

Celulares mais finos

(Imagem: Reprodução/Youtube/Xiaomi)
(Imagem: Reprodução/Youtube/Xiaomi)

Outra vantagem alardeada pela Xiaomi é que o sistema Loop LiquidCool é extremamente compacto e com isso poderá ser embutido em mais celulares que os atuais componentes de evaporação líquida.

A empresa também cita vantagens como a possibilidade de ampliar tamanho de baterias e tornar os smartphones ainda mais finos. Resta saber se isso tudo é apenas promessa ou se será efetivamente implementado em um futuro próximo.

Apesar de já estar divulgando a novidade, ela só deverá chegar a partir do segundo semestre de 2022. Quem sabe a eventual linha Redmi Note 13 conte com essa novidade, considerando os avanços para entregar recarga cada vez mais rápida e desempenho cada vez mais robusto nos intermediários. Além disso, certamente esse é um sistema que poderia potencializar os celulares gamers da empresa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos