Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.415,90
    +2.313,98 (+5,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Lojas do Facebook estão chegando ao WhatsApp e ao Instagram

·2 minuto de leitura
Lojas do Facebook estão chegando ao WhatsApp e ao Instagram
Lojas do Facebook estão chegando ao WhatsApp e ao Instagram

O CEO do Facebook Mark Zuckerberg anunciou recentemente que o e-commerce da rede social já ultrapassou 1 bilhão de clientes e 1 milhão de lojas cadastradas no sistema. Agora, as lojas do Facebook também estarão disponíveis no WhatsApp e no Instagram, outras plataformas da empresa.

“Estamos trazendo o Shops para o WhatsApp e o Marketplace no Facebook, o que tornará mais fácil para as pessoas encontrarem os produtos ou marcas com as quais desejam se envolver”, revelou Zuckerberg, em uma transmissão ao vivo nesta quarta-feira (23/06). Segundo o CEO, as mudanças serão benéficas para as empresas, que “enviarão as mensagens corretas para os clientes com base no comportamento de compra deles”.

Novas tecnologias para impulsionar vendas

A expansão das lojas do Facebook para WhatsApp e Instagram será acompanhada de novos recursos de inteligência artificial, com foco total na expansão das vendas. Um deles é o chamado “Shops Ads”, já explicado por Zuckerberg e que tem como base casar os clientes com o comportamento recente de compras.

De acordo com o executivo, ele será disponibilizado com a tecnologia AR Dynamic ADS, que permitirá aos compradores, por exemplo, testarem diferentes tons de batom antes de efetivamente gastarem dinheiro. Não ficou claro, no entanto, se usuários de todos os países terão acesso a essa tecnologia, ou apenas os Estados Unidos.

Um recurso chamado Pesquisa Virtual permitirá que os consumidores carreguem suas próprias fotos para procurar itens semelhantes aos da imagem. “Muitas descobertas de compras começam com a descoberta visual. Então você vê algo que acha incrível e, talvez, queira ver outros produtos que sejam assim, ou você queira descobrir como conseguir aquele produto. Este é o tipo de problema com o qual a IA pode realmente ajudar”.

“Futuro do comércio”

A ideia de ampliar as lojas do Facebook para WhatsApp e Instagram provavelmente vem maturando na cabeça de Zuckerberg desde o final de abril. Na ocasião, ao anunciar os lucros da empresa no 1º trimestre, ele já deu a entender o quanto estava entusiasmado com os números do e-commerce.

De acordo com Mark Zuckerberg, apesar de o grande impulso de usuários do Facebook Marketplace ter sido dado pela pandemia de Covid-19 e o isolamento social obrigatório, o número de clientes do e-commerce da rede social tende a continuar crescendo, mesmo com o eventual controle da doença.

“Estamos investindo na construção do futuro do comércio. Temos um longo caminho a percorrer para construir uma plataforma de comércio completa em nossos serviços. Este sistema moderno vai reunir uma série de áreas, englobando anúncios, novas lojas, mensagens comerciais muito mais”, afirmou, à época, antecipando o que acabou se confirmando hoje.

Via Tech Radar

Imagem: Cottonbro/Pexels/CC

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos