Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,26
    -0,01 (-0,02%)
     
  • OURO

    1.866,50
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    42.745,54
    -2.827,45 (-6,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.195,01
    -2,91 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.194,09
    +166,52 (+0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.824,83
    -259,67 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.300,50
    -3,00 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4099
    +0,0059 (+0,09%)
     

Loja da Apple hospeda cassinos online disfarçados de games infantis

Alveni Lisboa
·4 minuto de leitura

O que dizer quando o joguinho que seu filho se diverte na verdade é um site de apostas e um cassino clandestino? Se parece assustador falando assim, imagina se você soubesse que isso ocorreu em um aplicativo baixado na App Store, a restrita e monitorada loja oficial da Apple.

O desenvolvedor de aplicativos Kosta Eleftheriou descobriu um jogo infantil que é, na verdade, uma fachada para sites de apostas. A verdadeira aparência do app só se revela quando o usuário o acessa do país correto — um com o uso de uma VPN para mascarar sua localização.

O aplicativo Jungle Runner 2k21 é um game em que o personagem deve desviar dos obstáculos, um estilo bem popular nos celulares. Mas, além de ser bem ruim, cheio de erros de digitação e falhas na programação, o joguinho escondia uma experiência bem inusitada de cassino.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Essa tela é um espelhamento de um site e só era exibida se o jogador fosse da Turquia. Nos demais países, o jeito era se contentar com o pífio jogo do macaquinho correndo. Depois de toda a exposição dada por Eleftheriou e sites de tecnologia, a Apple removeu o app da loja, mas parece que ele não era o único.

Do mesmo desenvolvedor chamado Colin Malachi, outro jogo incrivelmente simples chamado “Magical Forest - Puzzle” também era usado como fachada para esconder jogos de azar. O repórter Sean Hollister, do site The Verge, notou que o funcionamento é exatamente igual ao app removido.

Dá mesma forma que o jogo do macaco, aqui o objetivo é simples: montar o quebra-cabeça. Tem bastante cara de algo amador e também é cheio de falhas de programação.

(Imagem: Reprodução/The Verge)
(Imagem: Reprodução/The Verge)

Por isso, suspeita-se que outros aplicativos, de desenvolvedores igualmente desconhecidos, possam usar do mesmo artifício para esconder o verdadeiro conteúdo do flagrante da Apple.

Um golpe bem nítido

Diferentemente de outros golpes milionários noticiados recentemente na loja, este não era tão sofisticado assim. A página da política de privacidade do Jungle Runner é direcionada para o site PastBin — muito usado no mundo dos hackers porque permite compartilhar conteúdos sem a necessidade de uma conta, o que garante o anonimato.

(Imagem: Reprodução/The Verge)
(Imagem: Reprodução/The Verge)

Também não há site oficial, página nas redes sociais, e-mails de contato ou perfis em sites populares como o Reddit. Neste caso, até as avaliações do "game" estavam bem ruins, o que costuma desestimular os usuários. Parece bastante estranho para um desenvolvedor de jogos não investir em absolutamente nada para divulgar sua criação.

Como a equipe que avalia os softwares possivelmente está sediada nos Estados Unidos, ao realizar os testes, não conseguiram notar que o “jogo inocente” era só uma capa para a jogatina online.

Qual o propósito dessa prática?

Jogos de azar são permitidos pela Apple, desde que funcionem apenas em países onde a legislação os autoriza. Pode ser essa a causa do redirecionamento para a página do cassino, logo após verificar que o endereço de IP é uma região onde é liberado. Mas o estranho disso tudo é o fato de o desenvolvedor usar um app infantil para esconder algo relacionado ao universo adulto.

A propaganda do game já mostrava algo relacionado a cassinos... (Imagem: Reprodução/Kosta Eleftheriou)
A propaganda do game já mostrava algo relacionado a cassinos... (Imagem: Reprodução/Kosta Eleftheriou)

Qual seria o propósito dele nisso? Levantar menos suspeitas, talvez? Ou, quem sabe, usar da autoridade da gigante de Cupertino para ludibriar os usuários, que pensariam se tratar de algo relacionado ao game? Se for algo voltado para jogadores de cassino, como as pessoas ficam sabendo do app? Seria algo divulgado apenas na deep web ou em fóruns restritos de jogos de azar? Infelizmente, não há respostas para essas dúvidas.

O que se pode afirmar é que a segurança da loja de aplicativos da Apple tem sido colocada em xeque diversas vezes nas últimas semanas. No início do mês, por exemplo, um homem teve todo seu dinheiro roubado (mais de R$ 3,4 milhões) após usar uma carteira de bitcoins falsa baixada na loja.

No início desta semana, o próprio Kosta Eleftheriou desmascarou um app que comprava avaliações e comentários falsos para inflar a popularidade. Após o cadastro do usuário, o programa oferecia um plano gratuito de teste de três dias que, se não fosse cancelado, geraria uma cobrança de quase R$ 300.

Mesmo com toda política restritiva e rigoroso processo de validação de programas, a empresa não consegue ganhar a luta contra os criminosos. Se antes as pessoas podiam baixar e usar um app com tranquilidade, agora precisam tomar cuidado redobrado.

O que você acha dos casos recentes envolvendo a loja da Apple? Ainda se sente seguro ao usá-la? Comente e deixe a sua opinião.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: