Mercado abrirá em 1 h 1 min
  • BOVESPA

    98.657,65
    +348,53 (+0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.655,45
    -221,04 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,96
    +0,13 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.908,70
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    11.835,86
    +778,85 (+7,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    239,78
    +6,11 (+2,61%)
     
  • S&P500

    3.426,92
    -56,89 (-1,63%)
     
  • DOW JONES

    28.195,42
    -410,89 (-1,44%)
     
  • FTSE

    5.902,44
    +17,79 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    24.569,54
    +27,28 (+0,11%)
     
  • NIKKEI

    23.567,04
    -104,09 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    11.744,25
    +94,00 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6043
    +0,0054 (+0,08%)
     

Loffredo critica presidente do Vitória por ameaça contra jogador do Ceará

LANCE!
·2 minutos de leitura


O Ceará venceu o Vitória por 4 a 3, na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Copa do Brasil. Com o resultado, o Vozão se classificou para a quarta fase da competição e aguarda o próximo adversário que será definido em sorteio. Entretanto, a partida ficou marcada pela confusão gerada pelo presidente do time baiano que ameaçou o meio-campista Vinícius.


Durante o intervalo, o jogador (que marcou um gol de pênalti nos acréscimos) estava posicionado para dar uma entrevista quando o presidente do Vitória começou a ameaçar o meio-campista do Vozão e ofendê-lo com palavras como "vagabundo". O comentarista André Loffredo fez duras críticas ao mandatário durante o 'SporTV News' desta quarta.

- As pessoas quererem resolver esse tipo de coisa com este tipo de atitude, elas não deveriam estar nem inseridas na sociedade. No mundo do futebol então, é lamentável. Uma pessoa que não tem postura para tratar com as outras pessoas não poderia ser dirigente de nada. Não pode nem se dirigir. Tem que se dirigir ao psicólogo, se cuidar e aí tentar ser alguma coisa para tentar participar da vida em sociedade - disse o comentarista.

- Quando a gente está num jogo de futebol, a gente vê algumas coisas acontecerem, acha que algumas injustiças foram cometidas e podem até se exaltar e perder um pouquinho o tom. Não neste nível. Este nível é baixíssimo. Acho que as pessoas, durante um jogo de futebol, podem fazer uma reclamação com o árbitro e acabar sendo expulsas, podem cometer um erro de avaliação e sair um pouquinho do tom, mas não neste nível. Não é admissível para o futebol brasileiro - completou.

Vinícius tem um histórico de polêmica contra o Vitória. Em 2018, quando era do Bahia, marcou um gol de pênalti no clássico Ba-Vi e, na comemoração, fez uma dancinha que gerou uma confusão entre os jogadores, que teve agressões e expulsões. O gol marcado pelo Ceará na noite desta quarta mexeu com o presidente do Vitória.