Mercado fechado

Locaweb compra fabricante de software para comércio eletrônico Social Miner

Allan Ravagnani
·2 minutos de leitura

Esta é a primeira aquisição da empresa desde a abertura de capital no início de fevereiro Reprodução Instagram da empresa A Locaweb Serviços de Internet anunciou a compra da totalidade da empresa Social Miner Internet por R$ 22,2 milhões, com o preço de fechamento ainda sujeito a determinados ajustes de dívida líquida e capital de giro, usuais neste tipo de transação. Esta é a primeira aquisição da empresa desde a abertura de capital no início de fevereiro. A Social Miner é uma empresa fundada em 2014, com sede em São Paulo, que oferece plataforma de software como serviço (SaaS) para comércios eletrônicos e varejistas aumentarem as vendas, o engajamento de consumidores e a conversão de fluxos de visitantes para cadastros e compras, além de ajudar a diminuir o custo de aquisição de clientes, utilizando “big data” e inteligência artificial. No modelo SaaS o usuário paga pelo serviço e o fornecedor é responsável por toda estrutura de entrega, como servidores e infraestrutura. Da mesma forma, o cliente utiliza esse software pela internet, pagando de forma recorrente pelo uso do sistema. Segundo a Locaweb, a plataforma da Social Miner permite interações em tempo real com os visitantes dos e-commerces, por meio de mensagens comportamentais, notificações online personalizadas e outros canais inteligentes, de acordo com estratégia definida pelo cliente. No ano passado, a Locaweb comprou a companhia gaúcha de hospedagem King Host e a Delivery Direto, de São Paulo, que desenvolve e faz gestão de aplicativos para restaurantes. Desde 2012 foram seis aquisições começando pela plataforma de e-commerce Tray, que permite, entre outros serviços, a integração de lojas on-line com marketplaces (shoppings virtuais) como Amazon, Mercado Livre e grandes varejistas. No ano seguinte adquiriu a All iN, de gestão de nuvem e e-mail marketing para o varejo, depois incorporou a FBITS, em 2017, também em e-commerce, e a Cluster2Go, de gestão de nuvem, em 2018.