Mercado abrirá em 4 h 33 min
  • BOVESPA

    130.091,08
    -116,88 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.908,18
    -121,36 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,46
    +0,34 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.861,90
    +5,50 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    40.139,56
    -197,82 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    998,69
    -11,92 (-1,18%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.183,13
    +10,65 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,69 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    14.042,00
    +11,75 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1160
    -0,0019 (-0,03%)
     

Local da final da Liga dos Campeões vira dúvida após Turquia entrar em lista vermelha britânica

·1 minuto de leitura
Estádio Olímpico Ataturk em Istambul

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - A final da Liga dos Campeões entre Manchester City e Chelsea em Istambul no dia 29 de maio se tornou uma incógnita depois que o governo do Reino Unido colocou a Turquia em uma lista vermelha de viagens.

O ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps, disse que as viagens a países na lista vermelha não é permitida, exceto nas "circunstâncias mais extremas", e que qualquer pessoa voltando de um país na lista vermelha tem que pagar por uma quarentena de hotel obrigatória.

"Isto realmente significa que os torcedores não devem viajar à Turquia", disse Shapps, que aventou a possibilidade de a partida ser transferida para a Inglaterra.

"A FA (Associação Inglesa de Futebol) está conversando com a Uefa. Estamos abertos a sediar, mas no fim das contas é uma decisão da Uefa", acrescentou.

A Uefa, por sua vez, disse que precisará de algum tempo para refletir sobre a decisão do governo britânico. A FA não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

A questão de os jogadores receberem ou não uma dispensa da quarentena não ficou clara, mas uma quarentena de 14 dias afetaria os jogadores envolvidos na Euro 2020, competição da Uefa que começa em 11 de junho.

Nas últimas semanas, a Turquia ficou no quarto lugar global em termos de casos diários de Covid-19, o que provocou um lockdown nacional até 17 de maio.

(Por Simon Evans)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702))

REUTERS TR