Mercado abrirá em 12 mins
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,91
    -0,32 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.771,40
    -7,40 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    43.764,18
    +1.629,91 (+3,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.098,08
    +57,60 (+5,54%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.079,53
    -3,84 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.254,50
    +91,00 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1869
    -0,0219 (-0,35%)
     

Locadora de carros para motoristas de app Kovi recebe aporte de R$ 500 milhões

·2 minuto de leitura

A startup de aluguel de carros Kovi anunciou nesta quarta-feira (18) a captação de um aporte de US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) em rodada de investimentos do tipo série B. Segundo o site Infomoney, os fundos Valor Capital Group — o mesmo de Buser (frete de ônibus), Descomplica (educação) e Loft (imóveis) — e Prosus Ventures — que já investiu no Movile (dona do iFood) — lideraram o montante. Agora a empresa sonha com expansão internacional.

Outros fundos participantes foram Global Founders Capital, Globo Ventures, Maya Capital, Monashees, Norte, ONEVC, Pipo, Quona e Ultra Venture Capital, além de Justin Mateen, cofundador do Tinder, e uma empresa de fundos de Peter Thiel, cofundador do PayPal.

Parte do montante da captação série B irá para expansão em outros países da América Latina, como Argentina, Chile e Colômbia. Também estão no radar países como África do Sul e Turquia.

O Kovi foi fundado em 2019 por Adhemar Milani Neto e João Costa, ex-diretores do app de caronas 99; depois Bruno Poljokan tornou-se sócio e investidor anjo da empresa. A empresa foca no aluguel de carros para motoristas de aplicativos. Seu formato é de assinatura de curto prazo a taxas semanais, e o motorista pode devolver o veículo a qualquer momento.

A startup oferece dois planos de pagamento por quilometragem: o Kovi Do Seu Jeito, com permanência mínima de quatro semanas e com carros seminovos; e o Kovi Max, com tempo mínino de 12 meses mas com direito a um carro Zero a cada renovação de contrato. O pagamento é semanal em ambos: R$ 299 para até 100 km rodados; R$ 379 para entre 101 km e 500 km; R$ 419 para entre 501 km e 120 km; e R$ 469 para quilometragem ilimitada.

Imagem: Reprodução/Paul Hanaoka/Unsplash
Imagem: Reprodução/Paul Hanaoka/Unsplash

A Kovi afirma atender a motoristas em tempo integral e parcial, além de pessoas que não são motoristas de apps mas se interessam no modelo de carro de assinatura. Só é preciso pagar R$ 800 como caução antes de alugar o carro.

A empresa também trabalha com carros conectados com um chip de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). Ele permite gerenciar a frota, prever onde está o veículo em tempo real e gerar pontuações de comportamento de condução, além das melhores rotas para evitar acidentes ou encher o tanque de combustível.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos