Mercado fechará em 1 h 15 min
  • BOVESPA

    109.019,23
    +1.082,12 (+1,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.492,43
    -398,16 (-0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,08
    +1,77 (+2,12%)
     
  • OURO

    1.850,20
    +8,50 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    37.222,36
    +2.090,95 (+5,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    846,13
    +25,54 (+3,11%)
     
  • S&P500

    4.329,64
    -80,49 (-1,83%)
     
  • DOW JONES

    34.021,49
    -343,01 (-1,00%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.083,50
    -417,50 (-2,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1598
    -0,0689 (-1,11%)
     

Listinha de líder do governo Bolsonaro traz reformas engavetadas e vitórias no varejo

·1 min de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  12-08-2021: CPI DA COVID. O deputado Ricardo Barros (PP-PR) . (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 12-08-2021: CPI DA COVID. O deputado Ricardo Barros (PP-PR) . (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), tem sobre a mesa de seu gabinete uma lista de papel com as metas da gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Embora o documento tenha como título "Ministério da Economia", os 25 itens envolvem temas da alçada de Paulo Guedes, além da chamada "pauta de costumes" do bolsonarismo. Entre os temas considerados cumpridos, estão a independência do Banco Central, o marco legal do gás natural e a privatização da Eletrobras.

Na parte do que empacou, as reformas estruturantes do sistema tributário e administrativo, além de privatizações, que se resumiu à Eletrobras e aos Correios —essa última, travada pelo Senado.

Do total de 25 itens da lista de Barros, cerca de metade deles deles ainda aparecem sem riscos, ou seja, metas ainda não atingidas. Doze constam como cumpridos. Barros diz considerar o desempenho excelente.

Apesar de ainda ter um ano para o fim do mandato de Jair Bolsonaro, 2022 é mais curto por ser ano eleitoral. Ao menos um dos temas, a reforma tributária, aparece com um "x", sendo uma indicação de que já não é contabilizada como objetivo alcançável.

Considerada com chances remotas, a reforma administrativa ainda sobrevive nas anotações de Barros. Há dez dias, em conversa com empresários, Guedes foi cobrado e pediu ajuda para tentar aprovar o texto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos