Mercado abrirá em 38 mins
  • BOVESPA

    101.981,53
    -1.453,47 (-1,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.925,61
    -580,09 (-1,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,90
    -0,84 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.987,60
    +14,10 (+0,71%)
     
  • Bitcoin USD

    28.181,51
    +877,71 (+3,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    612,60
    +40,59 (+7,10%)
     
  • S&P500

    3.916,64
    -43,64 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    31.861,98
    -384,62 (-1,19%)
     
  • FTSE

    7.356,04
    +20,64 (+0,28%)
     
  • HANG SENG

    19.000,71
    -517,88 (-2,65%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.625,75
    -19,00 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6389
    +0,0134 (+0,24%)
     

Lista de credores da Americanas tem ao menos cem shoppings

Na lista de credores da Americanas, há pelo menos cem shoppings com valores a receber da varejista. As administradoras não esclarecem se são aluguéis atrasados, embora em várias descrições do débito conste o condomínio como dívida. Pelo menos um shopping, o Plaza Niterói, já entrou com ação de despejo contra a empresa alegando atraso no pagamento de aluguel.

Desdobramentos: Americanas pede suspensão de pagamento a credores nos EUA

A novela da Americanas: Veja tudo que você precisa saber sobre a crise na empresa

A Americanas divulgou uma lista com cerca de 7 mil credores e dívida de R$ 41 bilhões nesta quarta-feira. Entre os principais estão bancos, como BTG e Deutsche Bank, e fornecodres, como a sul-coreana Samsung.

No North Shopping Barretos, interior paulista, também houve atraso, mas a administração entende que como se refere ao pagamento no último dia 10 de janeiro, está dentro da tolerância. A empresa aguarda o pagamento e disse, em nota, que “não se trata de dívida, mas de pequeno atraso que não justifica ordem de despejo ou qualquer medida mais drástica”.

A Aliansce Sonae + brMalls, dona do Via Parque e do Shopping Leblon, também está na lista de credores. A empresa informou que ainda está consolidando um levantamento sobre seus contratos com a Americanas para a adoção de medidas cabíveis.

O maior débito entre os shoppings é o do Shopping Pantanal, em Cuiabá, no Mato Grosso. A dívida é de R$ 2,5 milhões, segundo a lista divulgada pela varejista ontem. Procurada, a administradora Ancar Ivanhoe não esclareceu ao que se refere a dívida e se limitou a dizer que “não vai se pronunciar sobre o assunto no momento”. Outro shopping do grupo, o Parque das Bandeiras, em Campinas, está na lista.

Crise na Americanas: Bancos pretendem ir atrás de patrimônio de Lemann, Telles e Sicupira

A Americanas é uma rede importante em dezenas dos 602 shoppings existentes no Brasil. Em muitos casos, costuma estar entre as principais lojas dos empreendimentos, como no Shopping Vitória, onde é uma das sete âncoras do complexo. A administradora capixaba informou que vai aguardar os desdobramentos da Justiça. Neste shopping são três dívidas, uma delas acima de R$ 9 milhões.

Segundo uma fonte do setor não há movimento coordenado dos shoppings para buscar ordens de despejo, mas isso seria uma questão de tempo.

Rombo na Americanas: Veja passo a passo o que acontece com a recuperação judicial

Além dos shopping, há 951 micro e pequenas empresas na lista de credores. As dívidas vão desde R$ 10 de uma empresa de eletrônica a mais de R$ 4,5 milhões para uma do setor imobiliário. Há ainda débitos com dedetizadoras e até agência de influenciador digital.