Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    59.770,59
    +107,87 (+0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    -18,50 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Lisca faz apelo pela paralisação do futebol em pior momento da pandemia

JOÃO GABRIEL
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BELO HORIZONTE, MG, 27.02.2021 - O técnico Lisca, do América-MG, durante a partida contra o Boa Esporte. (Foto: Fernando Moreno/Agif/Folhapress)
*ARQUIVO* BELO HORIZONTE, MG, 27.02.2021 - O técnico Lisca, do América-MG, durante a partida contra o Boa Esporte. (Foto: Fernando Moreno/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com o Brasil vivendo seu pior momento na pandemia, o técnico Lisca, do América-MG, desabafou ao vivo, na TV.

"O nosso país parou, gente! Não tem lugar nos hospitais, eu estou perdendo amigos, perdendo amigos treinadores. Não é hora mais, é hora de segurar a vida, velho", desabafou ele, conhecido como 'doido', na noite desta quarta-feira (3), ao canal Premiere.

O América acabou vencendo a partida pelo Campeonato Mineiro contra o Athletic por 1 a 0.

"É inacerditável sair uma tabela da Copa do Brasil hoje [quarta], com jogos dia 10, 17 [de março], 80 clubes que nós vamos levar jogadores com delegação de 30 pessoas para um lado e para o outro do país", continuou, e cobrou a cartolagem do futebol brasileiro.

"Vai pegar uma delegação do Sul e levar para Manaus, como que vocês vão fazer isso, gente!? Presidente [Rogério] Caboclo [da CBF], pelo amor de Deus, Juninho Paulista [coordenador], Tite [técnico da seleção brasileira], Cléber Xavier [auxiliar-técnico], as autoridades, nós estamos apavorados, pelo amor de Deus", encerrou.

Nesta quarta, o Brasil registrou 1.840 mortes pela Covid-19 em 24 horas, segundo o concórsio da imprensa, um recorde, e chegou ao 42º dia seguido com média móvel acima dos mil óbitos. O país também superou os EUA no número de novas mortes por milhão habitantes.

Contudo, até agora, apenas o estadual de Santa Catarina foi suspenso.