Liquidações de início de ano podem ser perigosas, veja como evitar dívidas

SÃO PAULO – Geralmente no começo do ano, os preços de vários produtos que não foram vendido no fim do ano despencam. Nas liquidações os consumidores aproveitam e as ofertas, são tentadoras.

“Compras por impulso podem levar o consumidor ao superendividamento”, alerta a Serasa Experian. Para os economistas da instituição, o Natal foi bom para o varejo, significando que as pessoas já estão endividadas. Assim, aqueles que não conseguem controlar seus gastos devem evitar fazer compras sem necessidade.

A Serasa orienta os consumidores a aplicarem um planejamento a todo momento, para aproveitar as liquidações para adquirir apenas o que é necessário e vantajoso para o comprador.

Sedução
Antes de se deixar seduzir pelas ofertas, a pessoa deve fazer as contas e relacionar as dívidas que já tem, lembrando também daquelas já adquiridas nas compras do final do ano. “Só assim saberá se pode ou não aproveitar as liquidações do comércio”, orienta a Serasa.

Outro ponto importante é procurar evitar os prazos longos, pois eles implicam mais riscos e descontrole. “Quem se endivida no início do ano terá financiamentos por pelo menos todo o 1º semestre”, diz a instituição contando sobre o período em que há datas comemorativas importantes como Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados, nos quais o poder de compra do consumidor pode ficar menor neste períodos.

Além de tudo isso, é importante lembrar de outros gastos, que vão desde impostos de início de ano, como IPVA e IPTU, até férias e material escolar; em fevereiro, também existe o próprio Carnaval.

Confira algumas dicas elaboradas pela Serasa Experian para evitar o endividamento nas liquidações de começo de ano:

Espaço no orçamento
Anote no papel todas as dívidas para saber se há espaço no orçamento da família para novas compras. Considere que alguns meses já estão comprometidos com o pagamento destas contas.

Planeje tudo
Planeje as compras, desde uma roupa até uma geladeira. Reflita se está realmente precisando daquele produto. Discuta a necessidade da compra com a família e saia de casa com a relação exata do que precisa comprar. Isso evita as compras por impulso.

Não se esqueça dos gastos do início do ano
Como dito acima, além do pagamento de impostos – como IPVA e IPTU – e compra de material escolar e matrícula, existem as despesas de férias, como viagens, cinemas, passeios. Além de todos estes, o Carnaval acontece logo em fevereiro. Ou seja, mais gastos à vista.

Evitar parcelamentos longos
Se você evitar se estender com as parcelas, o risco de se tornar um superendividado será bem menor.

Datas e presentes
Como o primeiro semestre é cheio de datas comemorativas, tais como Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados, é bom ficar esperto e se planejar para não chegar nesses dias endividados e sem poder comprar os presentes necessários.

Cartão de crédito
Cuidado ao usar o cartão de crédito. Ele dá a falsa sensação de que não se está gastando. Verifique na fatura o valor total das compras antigas antes de fazer uma nova dívida com ele.

Milagres e descontos
Por fim, cuidado com descontos milagrosos. Pesquise preços, a fim de saber se está fazendo um bom negócio ao comprar um produto em uma liquidação.

Carregando...