Mercado fechará em 6 h 43 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,30
    +0,86 (+1,04%)
     
  • OURO

    1.782,30
    +16,60 (+0,94%)
     
  • BTC-USD

    62.225,61
    +1.245,72 (+2,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,44
    +1,80 (+0,12%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.208,50
    +4,67 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.355,25
    +64,75 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4820
    +0,0905 (+1,42%)
     

Linux rodando no Windows 11 poder ser até mais rápido que o sistema nativo

·2 minuto de leitura

Testes realizados mostraram que o desempenho do Ubuntu no WSL2 (sigla para Subsistema Windows para Linux 2) no Windows 11 tem uma correspondência muito próxima ao sistema executado nativamente. Segundo o benchmark, mesmo dentro do Windows, os Ubuntu 20.04 e 21.10 conseguiram rodar de forma bastante satisfatória.

De um total de 130 testes, o Windows 11 WSL2 conseguiu rodar a 94% da velocidade do Ubuntu 20.04 LTS puro. O site Phoronix, responsável pela condução dos testes, classificou o resultado como encorajador, pois isso permitiria gerir um ambiente Linux dentro de uma máquina tradicional com Windows sem gargalos.

(Imagem: Reprodução/Phoronix)
(Imagem: Reprodução/Phoronix)

Os experimentos foram realizados em uma Phoronix Test Suite de código aberto com um processador AMD Ryzen 9 5900X, placa-mãe ASUS ROG CROSSHAIR VIII HERO, 16 GB de RAM, SSD WD BLACK SN850 NVMe de 1 TB e uma placa de vídeo GeForce RTX 3090. Trata-se de uma configuração bastante parruda a qual poucos têm acesso, mas serve para mostrar o poderio de fogo da solução da Microsoft.

Desempenho similar até sob estresse

Sob cargas intensas de trabalho, o WSL2 deixou a desejar em termos de desempenho quando comparado ao Ubuntu puro, como já era esperado, mas com uma margem bem pequena. Contudo, para a execução de rotinas mais regulares, o desempenho foi muito próximo ao sistema nativo — em alguns casos, a versão do Windows até superou o Ubuntu 20.04 LTS.

“O Subsistema do Windows para Linux 2 em geral amadureceu muito bem e para a maioria das cargas de trabalho e apresenta um desempenho aceitável sobre o Windows 11”, analisou a Phoronix.

Vale lembrar que os testes foram realizados sobre uma versão do canal Dev do Windows 11, ainda em fase de desenvolvimento. Pode ser que o subsistema ainda passe por mais ajustes até o lançamento oficial, marcado para 5 de outubro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos