Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.439,77
    +734,01 (+3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Linux 5.19: Linus Torvalds usa MacBook Air M2 para lançar a nova versão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O projeto Asahi Linux, focado em computadores com arquitetura ARM, como é o caso dos chips de silício da Apple, avançou significativamente durante essa semana. O projeto de distribuição do sistema de código aberto mais famoso do mundo está em fase alfa, permitindo a instalação do Linux como sistema nativo em computadores Apple.

Em condições normais de temperatura e pressão, só é possível rodar o Linux em um computador com a maçãzinha estampada por meio de uma máquina virtual. Porém, mesmo com a indisponibilidade de alguns recursos, o pessoal da Asahi conseguiu fazer com que o sistema operacional rodasse relativamente bem.

Bom desempenho

O desempenho foi bom o suficiente para que o idealizador do sistema operacional, Linus Torvalds, usasse um MacBook Air, equipado com o novo e poderoso chip M2, para lançar seu novo Linux 5.19, rodando o Asahi Linux. Isso foi possível após atualizações no projeto, que permitiram que o Asahi suportasse os processadores M1 Ultra e M2.

Esta mesma atualização, que foi lançada em julho deste ano, também adicionou suporte ao Mac Studio e correção de problemas relacionados ao Bluetooth. "É algo que eu estava esperando há muito tempo, e finalmente é realidade, graças à equipe Asahi", declarou Torvalds em e-mail enviado para a comunidade de desenvolvedores Linux.

Terceira vez de Torvalds com a Apple

Esta é a terceira vez que o idealizador do Linux usa um hardware da Apple para desenvolvimento em Linux. Em outras ocasiões, ele o fez para desenvolvimento em powerpc, em uma máquina Apple equipada com essa arquitetura, um chip ppc970, lá no início da década de 2000.

A segunda foi há pouco mais de uma década, quando foi usado um dos primeiros MacBook Air. Segundo Torvalds, a escolha foi porque o computador portátil da Apple era o único realmente fino e leve disponível no mercado naquele momento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos