Mercado fechará em 3 h 48 min
  • BOVESPA

    108.730,30
    -2.056,13 (-1,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.799,10
    -499,10 (-0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,70
    -1,72 (-2,06%)
     
  • OURO

    1.780,00
    -4,90 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    63.515,47
    -3.151,61 (-4,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.510,17
    -24,48 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.534,21
    -1,98 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    35.481,62
    -127,72 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.201,01
    -22,09 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.440,50
    +63,00 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5665
    +0,0469 (+0,72%)
     

Linhas Galaxy A e M começam a apresentar problemas de reinício automático

·1 minuto de leitura

Alguns usuários de celulares das linhas Galaxy A e Galaxy M da Samsung começaram a relatar falhas com seus dispositivos, que fazem com que suas telas fiquem congeladas até que o aparelho seja reiniciado automaticamente.

Segundo as informações apuradas até o momento, esse é um problema que começou a acontecer com os donos do Galaxy A50, Galaxy A50s, Galaxy A51, Galaxy M30s, Galaxy M31 e Galaxy M31s na Índia e, por enquanto, não parece afetar as unidades desses aparelhos fora do país. Do mesmo modo, também parece indicar que isso acontece com um lote específico dos respectivos smartphones.

(Imagem: Divulgação/Samsung)
(Imagem: Divulgação/Samsung)

Segundo relatos em fóruns de suporte, a maior parte dos usuários reclama que as telas de seus telefones simplesmente congelam de modo que não é possível efetuar nenhum comando e, após isso, eles reiniciam repentinamente. Em outros casos, os aparelhos simplesmente desligam e ligam do nada, sem sequer apresentar travamentos.

Reparos não são cobertos pela garantia

(Imagem: Reprodução/Canaltech)
(Imagem: Reprodução/Canaltech)

Apesar de serem muitos os relatos, até o momento esse problema não parece ter uma solução e mesmo os usuários que tentaram uma restauração de fábrica continuam a enfrentar as irregularidades.

Além disso, os que levaram o telefone para um centro de reparo foram recebidos com uma má notícia: a correção exige a troca da placa-mãe — o que gera um custo de aproximadamente US$ 100, mesmo que o problema não tenha sido causado pelo dono do smartphone.

Até o momento, a Samsung ainda não se pronunciou sobre o assunto e também não há informações se o problema é causado pelo software ou hardware dos modelos listados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos