Mercado fechará em 21 mins

Linha Xiaomi 13 tem lançamento adiado

Marcada inicialmente para o dia 1º de dezembro, a linha Xiaomi 13 de smartphones avançados teve sua apresentação adiada. A informação foi divulgada pela marca na rede social chinesa Weibo, sem um motivo oficial para a mudança na data.

Adiamento do Xiaomi 13 pode ter relação com morte de ex-presidente (Imagem: Weibo)
Adiamento do Xiaomi 13 pode ter relação com morte de ex-presidente (Imagem: Weibo)

É possível que a decisão tenha sido tomada pela morte do ex-presidente da China Jiang Zemin, ocorrida nesta quarta-feira (30) — o chefe de Estado comandou o país entre os anos de 1993 e 2003.

Esta hipótese é reforçada pela iQOO — subsidiária da Vivo Mobile —, que também adiou o lançamento de sua linha iQOO 11 de celulares avançados. Anteriormente, os novos smartphones seriam apresentados no próximo dia 2 de dezembro.

Porém, também é possível que os adiamentos tenham sido motivados pelo período de alta tensão social na China. Parte da população está mobilizada em protestos contra a rígida política de lockdown por causa da covid-19, e autoridades de segurança pública já afirmaram que a repressão contra as manifestações será endurecida.

Entretanto, ainda é preciso esperar uma confirmação mais ampla em relação ao adiamento da linha Xiaomi 13. O site oficial da marca ainda exibe a data marcada anteriormente, assim como seus perfis em redes sociais fora da China.

Xiaomi 13: o que esperar

Aparelhos já apareceram em teasers da marca (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Aparelhos já apareceram em teasers da marca (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Algumas informações técnicas da linha Xiaomi 13 já foram confirmadas em publicações oficiais, como a presença de uma tela OLED plana com bordas simétricas de 1,61 milímetros.

Também foi dito que os dispositivos contarão com resistência IP68 contra água e poeira. Teasers mostram que a construção contará com laterais retas, enquanto a câmera frontal ficará posicionada em um furo centralizado na parte superior do display.

Os novos aparelhos topo de linha da Xiaomi devem trazer o Snapdragon 8 Gen 2 como principal componente de desempenho. A plataforma foi apresentada recentemente, com atualizações de performance e eficiência energética em relação ao Gen 1 presente na série Xiaomi 12.

Renderizações indicam alteração de design (Imagem: Fenibook)
Renderizações indicam alteração de design (Imagem: Fenibook)

O conjunto de câmeras dos aparelhos terão componentes assinados pela Leica, como já visto em outros dispositivos anteriores da Xiaomi. O sensor principal do Xiaomi 13 Pro será o mesmo IMX 989 da Sony usado no Xiaomi 12S Ultra, enquanto a lente telefoto terá inédita tecnologia herdada de câmeras SLR para movimentação durante uso com macro, tendo distância focal de 75 mm e abertura f/2.0. A tecnologia HyperOIS para vídeos menos tremidos também estará presente, assim como as já comentadas lentes produzidas pela Leica.

Uma tela de resolução 2K deve ser destaque no aparelho mais avançado, de acordo com rumores divulgados anteriormente. Painéis AMOLED de 6,2 e 6,7 polegadas devem ser vistos no Xiaomi 13 e 13 Pro, respectivamente.

Por meio de suas redes sociais, o CEO da Xiaomi Lei Jun afirmou que seus aparelhos terão autonomia de bateria maior que o iPhone 14 Pro Max. É esperado também que o modelo Pro traga suporte para recargas rápidas de pelo menos 120 W, enquanto a versão base ficaria com 67 W.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: