Mercado fechará em 2 h 52 min
  • BOVESPA

    108.648,25
    +818,52 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.851,47
    -484,04 (-0,91%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,88
    +0,74 (+0,96%)
     
  • OURO

    1.886,50
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    22.887,08
    -28,95 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    528,22
    -8,67 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.130,31
    -33,69 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    34.043,95
    -112,74 (-0,33%)
     
  • FTSE

    7.891,16
    +26,45 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.626,25
    -150,50 (-1,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6085
    +0,0314 (+0,56%)
     

Linha Galaxy S23 vaza por completo com preço e especificações

Faltando menos de duas semanas para o lançamento, a família Samsung Galaxy S23 teve praticamente todas as informações vazadas, incluindo materiais promocionais oficiais que a marca deve veícular no período de estreia. Também estão presentes detalhes das fichas técnicas, que devem realmente incluir câmera de 200 MP e disponibilidade mais ampla da conectividade UWB, e até mesmo possíveis preços para o mercado europeu.

As informações chegam através de vários leakers renomados, incluindo Roland Quandt e SnoopyTech, e trazem quase todos os detalhes dos dispositivos. Como esperado, e já vazado por inúmeras vezes, a família será composta pelo Samsung Galaxy S23, Galaxy S23 Plus e Galaxy S23 Ultra, todos equipados com o novo chipset Snapdragon 8 Gen 2 da Qualcomm.

Em variante exclusiva da Samsung, a plataforma atingiria 3,36 GHz (contra 3,2 GHz do 8 Gen 2 padrão) e seria "40% mais poderosa que o 8 Gen 1 da linha S22". Outro ponto interessante é que não há menção a um modelo Exynos — todas as versões, inclusive a europeia, devem trazer Snapdragon, conforme já havia sido adiantado pela própria Qualcomm.

O Snapdragon 8 Gen 2 deve ser adotado pela Samsung mundialmente, em uma versão customizada com velocidades mais altas (Imagem: Reprodução/Qualcomm)
O Snapdragon 8 Gen 2 deve ser adotado pela Samsung mundialmente, em uma versão customizada com velocidades mais altas (Imagem: Reprodução/Qualcomm)

Mais robusto do trio, o Galaxy S23 Ultra deve contar ainda com 8 GB ou 12 GB de RAM LPDDR5 — algo curioso se pensarmos que a própria Samsung já disponibilizou no mercado as mais velozes LPDDR5X — e 256 GB, 512 GB ou 1 TB de armazenamento, sem possibilidade de expansão via cartões Micro SD. Apesar de não ser citado, existe forte possibilidade de se tratar de memórias UFS 4.0, significativamente mais rápidas que a UFS 3.1 do Galaxy S22 Ultra.

Segundo o informante Ice Universe (@UniverseIce no Twitter), porém, a RAM será sim do tipo LPDDR5X, então precisaremos aguardar mais um pouco para ver qual das fontes revisa a informação.

A tela de bordas curvas manteria as 6,8 polegadas do antecessor, embarcando painel Dynamic AMOLED 2X com resolução Quad HD+ de 3080 x 1440 pixels, taxa de atualização variável de 1 Hz a 120 Hz, suporte a HDR10+ e nova proteção Gorilla Glass Victus 2, mais resistente a impactos. O vazamento cita a alta densidade de pixels de 500 PPI, mas não detalha os níveis de brilho. A Samsung demonstrou um display que ultrapassa os 2.000 nits na CES 2023, mas não é garantido que o veremos no flagship da marca.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

As câmeras deverão ser o maior destaque do dispositivo, trazendo um conjunto de quatro sensores liderados pelo ISOCELL HP2 de 200 MP, revelado nesta terça-feira (17). Recheado de aprimoramentos para entregar maior definição e registrar melhores imagens sob baixa luz, o componente será combinado a lentes com abertura de f/1.7 e campo de visão de 85°, com distância focal de 23 mm.

Também estarão presentes uma ultrawide de 12 MP com campo de visão de 120°, abertura de f/2.2 e distância focal de 13 mm, telefoto tradicional de 10 MP com abertura de f/2.4, zoom óptico de 3x (distância focal de 69 mm, o triplo da lente principal) e estabilização óptica de imagem (OIS), e telefoto periscópio também de 10 MP, com abertura de f/4.9 (recebendo menos luz), zoom óptico de 10x (distância focal de 230 mm), "Space Zoom" de 100x e OIS.

Anunciado nesta terça (17), o Samsung ISOCELL HP2 de 200 MP deve ser o sensor principal de câmera do Galaxy S23 Ultra (Imagem: Divulgação/Samsung)
Anunciado nesta terça (17), o Samsung ISOCELL HP2 de 200 MP deve ser o sensor principal de câmera do Galaxy S23 Ultra (Imagem: Divulgação/Samsung)

Com exceção do sensor principal, os upgrades parecem modestos, mas os vazamentos garantem que o software terá papel crucial na qualidade de imagem. Considerando que o S22 Ultra teve forte uso de Inteligência Artificial para aspectos como o zoom e o modo noturno, é quase certo que veremos a tecnologia fazer a diferença também no S23 Ultra. Fecha o conjunto óptico a câmera frontal de 12 MP, contra 40 MP das últimas três gerações, mudança curiosa que deve resultar da busca de melhor qualidade em troca da resolução.

Outra novidade interessante é que o flagship premium da Samsung deve finalmente adotar a capacidade de realizar gravações em 8K a 30 FPS. As gerações anteriores já suportavam vídeos em 8K, mas estavam limitados a 24 FPS. Em contrapartida, gravações em 4K serão limitadas a 60 FPS, mesmo que o Snapdragon 8 Gen 2 tenha potência para registrar 120 FPS.

A bateria deve manter a capacidade de 5.000 mAh e o suporte a carregamento rápido de 45 W, e teremos um leitor de digitais ultrassônico sob o display, enquanto o som levemente aprimorado será estéreo e suportará Dolby Atmos. As opções de conectividade devem seguir a indústria ao incluir 5G, Wi-Fi 6E e NFC, junto ao novo Bluetooth 5.3, e o sistema operacional será o Android 13, já operando sob a inédita One UI 5.1.

Galaxy S23 e S23 Plus têm design minimalista

Como é o caso há algumas gerações, o Galaxy S23 e o Galaxy S23 Plus seriam idênticos, tendo como únicas diferenças o tamanho da tela, a capacidade de bateria, o armazenamento e as dimensões. Assim sendo, ambos devem trazer o Snapdragon 8 Gen 2 customizado da Samsung, acompanhado de 8 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento no S23, e 256 GB ou 512 GB no S23 Plus.

As telas de 6,1 e 6,6 polegadas empregarão o painel Dynamic AMOLED 2X com proteção Gorilla Glass Victus 2 e HDR10+, mas serão mais simples que a do irmão Ultra. A resolução será limitada a Full HD+, de 2340 x 1080 pixels, e, ainda que a capacidade de variar a taxa de atualização seja mantida, a faixa será estabelecida entre 48 Hz e 120 Hz.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Também destaques por aqui, as câmeras devem receber novos sensores, mais uma vez tendo grande participação do software na qualidade de imagem. Os dois dispositivos trarão lente principal de 50 MP, com abertura de f/1.8, distância focal de 23mm e OIS, ultrawide de 12 MP com campo de visão de 120° e abertura de f/2.2, e telefoto tradicional de 10 MP com abertura de f/2.4 e zoom óptico de 3x (69 mm). A lente de selfies será a mesma do S23 Ultra, com 12 MP.

A nova geração de flagships "não Ultra" da Samsung terá a bateria como um dos principais upgrades: o Galaxy S23 deverá passar de 3.700 mAh para 3.900 mAh de capacidade, enquanto o Galaxy S23 Plus crescerá de 4.500 mAh para 4.800 mAh, ganhos que devem garantir melhor autonomia ao serem associados ao chipset mais eficiente. Já o carregamento rápido da geração anterior será mantido, com até 25 W para o aparelho menor, e até 45 W para o irmão maior.

No mais, é esperado que os telefones embarquem som estéreo com Dolby Atmos, leitor de digitais ultrassônico sob o display, conectividade com 5G, Wi-Fi 6E, Bluetooth 5.3 e, pela primeira vez, UWB no modelo Plus, Além de Android 13, sob a One UI 5.1.

Preços e promoções foram vazadas

A enxurrada de vazamentos foi concluída com preços e promoção de lançamento para a Europa — neste caso, as notícias não são muito positivas. Segundo as informações, o Galaxy S23 básico deve chegar custando 959 euros (~R$ 5.290) na versão de 128 GB, e 1.019 euros (~R$ 5.620) no modelo de 256 GB. O Galaxy S23 Plus, por sua vez, começaria em 1.219 euros (~R$ 6.725) para a variante de 256 GB, e chegaria a 1.339 euros (~R$ 7.390) no modelo de 512 GB.

Por fim, o Galaxy S23 Ultra partiria de salgados 1.419 euros (~R$ 7.830) para a versão de 256 GB, passando por 1.599 euros (~R$ 8.820) no modelo de 512 GB, e atingindo assustadores 1.839 euros (~R$ 10.140) na variante mais robusta de 1 TB — todos os aparelhos apresentaram um aumento significativo que vai de 40 a 210 euros, se comparados aos antecessores com mesmas capacidades de armazenamento.

É válido lembrar que o mercado europeu costuma apresentar valores mais elevados que os de outras regiões, em virtude dos impostos, portanto ainda não é possível saber se observaremos esse aumento em outros locais. Mesmo assim, o salto expressivo não deixa de ser um mau sinal.

Acompanhando as melhorias, a linha Galaxy S23 deve sofrer com um aumento substancial nos preços, ao menos na Europa (Imagem: WinFuture)
Acompanhando as melhorias, a linha Galaxy S23 deve sofrer com um aumento substancial nos preços, ao menos na Europa (Imagem: WinFuture)

Para amenizar isso, a Samsung deve oferecer uma promoção especial de lançamento, em que consumidores que adquirirem as versões base poderão fazer um upgrade para o modelo de maior armazenamento seguinte sem custo adicional. Não é a primeira vez que a gigante aplica essa condição, mas poucos mercados a recebem, e infelizmente o Brasil não deve estar entre eles.

Não falta muito agora para conhecermos a família Galaxy S23 oficialmente: o primeiro Galaxy Unpacked de 2023 está marcado para 1ª de fevereiro, às 15h no horário de Brasília. Na ocasião, a Samsung também deve apresentar a linha Galaxy Book 3, protagonista de inúmeros vazamentos nos últimos dias.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: