Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.668,59
    +2.561,30 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Linha AMD EPYC Milan-X vaza com quantidade absurda de cache 3D

·3 minuto de leitura

Enquanto a Intel aposta em uma abordagem híbrida com a família Alder Lake, a AMD segue outro caminho com a estreia da tecnologia de cache empilhado. Chamado pela empresa de 3D V-Cache, a novidade adiciona chips de memória sobre processadores Ryzen 5000 para aumentar o número de informações mantidas próximas à CPU e, consequentemente, aprimorar o desempenho e reduzir o consumo.

Até o momento, a empresa anunciou a adoção do design apenas em processadores para consumidores, mas novos rumores indicam que o 3D V-Cache também pode ser empregado nos novos EPYC Milan-X, revisões dos atuais chips para servidores da AMD. A presença do cache empilhado traria especificações ainda mais impressionantes a essas soluções.

Nova linha EPYC Milan-X traz 3 vezes mais cache

O leaker ExecutableFix, cujo histórico de vazamentos é certeiro em sua maior parte, trouxe especificações de 4 chips da linha EPYC Milan-X e, no geral, os novos processadores mantêm as configurações vistas nas soluções equivalentes da família EPYC Milan tradicional. A principal diferença está justamente na adoção do 3D V-Cache, que triplica a quantidade de cache L3 dos processadores — os 256 MB dão lugar a impressionantes 768 MB.

Seguindo o que já se sabe da tecnologia, seriam adicionados 64 MB para cada complexo de núcleos (CCX), por sua vez equipados com 32 MB de cache L3 cada. Como temos 8 CCX, o total de memória resultaria em uma combinação de 8x 32 MB de cache tradicional + 8x 64MB de 3D V-Cache, chegando assim no elevado número de 768 MB.

Outra mudança está nos clocks das novas CPUs, que sofreriam uma redução de 10% em média, possivelmente em virtude das limitações da tecnologia de cache empilhado. Devido à proximidade, os núcleos não podem atingir velocidades muito altas, já que há maior dificuldade de dissipação de calor. O consumo é outro problema, justamente por conta do formato empilhado.

A tecnologia 3D V-Cache triplicaria a quantidade de cache presente na família Milan-X, o que pode proporcionar ganhos substanciais para servidores (Imagem: Divulgação/AMD)
A tecnologia 3D V-Cache triplicaria a quantidade de cache presente na família Milan-X, o que pode proporcionar ganhos substanciais para servidores (Imagem: Divulgação/AMD)

Ainda assim, essas reduções não seriam exatamente um problema, considerando o destino da linha EPYC Milan-X: tarefas de servidores dependem mais de largura de banda de memória do que latência resultante dos clocks, como os desktops comuns.

Ter um cache tão grande deve resultar em ganhos expressivos de processamento, além de maior eficiência energética, já que há menos gasto de energia levando em conta que o sistema precisará acessar a memória RAM com menos frequência.

Preços podem subir pouco mais de 10%

Outro vazamento, desta vez vindo do leaker @momomo_us, revela o possível preço do EPYC 7773X, topo de linha da nova família com 64 núcleos e 128 threads. Ao que parece, usuários do novo chip terão de desembolsar pouco mais de US$ 10,470, valor que pode assustar a princípio, mas que está dentro do esperado para um chip do segmento.

Comparado ao antecessor, o EPYC 7763, o salto é de cerca de 11%, aumento justo quando consideramos o ganho de 3 vezes mais cache e as supostas melhorias prometidas pela AMD. A empresa ainda não confirmou a existência dos novos EPYC Milan-X, nem mesmo revelou uma data precisa para os novos Ryzen com 3D V-Cache, mas a estreia da tecnologia está prevista para acontecer ainda em 2021.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos