Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.920,61
    +356,17 (+0,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.934,91
    +535,11 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,80
    +0,09 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.814,80
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    56.318,17
    -463,35 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.461,05
    -10,37 (-0,70%)
     
  • S&P500

    4.201,62
    +34,03 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    34.548,53
    +318,19 (+0,93%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.812,14
    +174,68 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.402,36
    +70,99 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    13.651,25
    +53,50 (+0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3670
    +0,0004 (+0,01%)
     

Liminar da Ser que interrompia negociações entre Laureate e Ânima é revogada

Rita Azevedo
·1 minuto de leitura

A Ser, contudo, ressalta que pediu a instauração de um procedimento arbitral para tratar da aquisição Divulgação A decisão liminar que interrompeu as negociações entre o grupo americano Laureate e a Ânima foi revogada. A informação foi divulgada pela Ser, que entrou na Justiça para contestar as condições do acordo. As duas companhias, Ânima e Ser, apresentaram proposta para a compra dos ativos da Laureate no Brasil. A companhia americana preferiu a oferta da Ânima. Depois disso, a Ser entrou na Justiça alegando que a Ânima não possuía garantia firme dos bancos para levantar os recursos financeiros necessários para a aquisição e que não tinha condições de suportar um financiamento elevado. No comunicado de hoje, a Ser ressalta que pediu a instauração de um procedimento arbitral para tratar do tema, que se mantém certa de seus direitos e que tomará todas as medidas cabíveis para garantir o efeito cumprimento dos termos da transação.