Mercado abrirá em 4 h 11 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,75
    +0,48 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.869,50
    +1,90 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    44.961,80
    -385,44 (-0,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.250,19
    +52,27 (+4,36%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.060,11
    +27,26 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.410,00
    +106,50 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Liminar barra mudança em plano de saúde da Petrobras e pode afetar dividendos, diz FUP

·1 minuto de leitura
Fachada do edifício-sede da Petrobras no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Federação Única dos Petroleiros (FUP) afirmou nesta quarta-feira que um juiz do Tribunal Regional Federal da 1ª Região concedeu decisão liminar para impedir mudanças na Assistência Multidisciplinar de Saúde (AMS) da Petrobras, o que segundo a entidade que reúne sindicatos poderia afetar a distribuição de dividendos da estatal.

A liminar veio após pedido apresentado pela FUP.

Com a decisão, a FUP afirmou que a Petrobras está impedida de adotar qualquer deliberação em torno da distribuição de dividendos relacionados à reversão de provisões atuariais pertinentes ao plano de saúde AMS.

"Assim, o Agravo de Instrumento concedido em favor da FUP afeta diretamente a realização da assembleia (de acionistas) prevista para ocorrer nesta quarta-feira (14/4), com objetivo de efetuar a distribuição de dividendos, da ordem de 10 bilhões de reais, aos acionistas", afirmou a FUP.

Procurada, a Petrobras não respondeu imediatamente a pedido de comentários.

(Por Marta Nogueira)