Mercado abrirá em 7 h 46 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,61
    -0,35 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.774,40
    +3,90 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    63.935,78
    +1.322,58 (+2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,30
    +16,94 (+1,16%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    26.130,42
    +343,21 (+1,33%)
     
  • NIKKEI

    29.288,21
    +72,69 (+0,25%)
     
  • NASDAQ

    15.387,50
    -11,00 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5155
    +0,0193 (+0,30%)
     

Lightyear One, carro elétrico solar holandês, recebe aporte de R$ 600 milhões

·2 minuto de leitura

O Lightyear One, carro elétrico que recentemente superou o Tesla Model 3 Long Range e estabeleceu um novo recorde de autonomia, rodando 710 quilômetros com uma única carga, chamou a atenção dos investidores. Segundo comunicado oficial da marca, a empresa recebeu um aporte de US$ 110 milhões (R$ 596 milhões) vindo de duas frentes.

Os responsáveis pela injeção de dinheiro no projeto foram a seguradora Cooperation DELA e o empresário Joop van Caldenborgh, ambos da Holanda, mesmo país da montadora. Lex Hoefsloot, CEO e cofundador da Lightyear, agradeceu a confiança dos investidores e confirmou que o carro elétrico que é carregado por energia solar chegará ao mercado em 2022:

“Estamos na vanguarda de uma oportunidade histórica de mercado, ao apresentar os primeiros carros do mercado que carregam sua bateria diretamente do sol, de forma totalmente gratuita. Graças à confiança e ao financiamento recebido de nossos investidores, podemos crescer ainda mais como uma empresa e trazer nosso modelo exclusivo Lightyear One ao mercado em 2022. Somos muito gratos pelo apoio de todos os nossos investidores e felizes em receber mais para nossa jornada e missão de criar um futuro mais sustentável”.

Expansão gradual

O aporte de quase R$ 600 milhões, como adiantou Lex Hoefsloot, servirá não apenas para confirmar a chegada do Lightyear One ao mercado em 2022, mas para impulsionar a produção em massa do modelo a partir de 2024. Em um primeiro momento, segundo a marca, estão previstas apenas 946 unidades. Elas serão produzidas pela Valmet Automotiva e custarão cerca de US$ 150 mil (R$ 812 mil, na cotação atual) cada.

Parte do montante recebido também servirá para a empresa abrir novos escritórios, tanto na Holanda, sede atual da montadora, quanto na Alemanha e no Reino Unido. Os primeiros modelos produzidos do Lightyear One serão vendidos nos países da União Europeia, além de Noruega e Suíça, nações que não fazem mais parte do bloco.

Mais sobre o Lightyear One

Imagem: Divulgação/Lightyear
Imagem: Divulgação/Lightyear

O modelo que recebeu o aporte milionário, para quem ainda não viu nada a respeito, é equipado com cinco painéis solares instalados sobre o teto e capô, que lhe conferem uma autonomia extra de 12 quilômetros a cada hora percorrida. Ele tem quatro motores elétricos e tração nas quatro rodas, com vetorização de torque avançada.

De acordo com a marca, o design do Lightyear One permite que ele atinja um coeficiente de arrasto recorde (Cd) de menos de 0,20: "É o cinco lugares mais aerodinâmico até hoje, incluindo 780 litros de espaço de armazenamento". A aceleração, embora não seja o ponto que mais chama a atenção no modelo, não faz feio, e promete fazer o carro elétrico ir de 0 a 100 km/h em pouco menos de 10 segundos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos