Mercado fechará em 6 h 9 min
  • BOVESPA

    110.736,64
    -979,36 (-0,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.396,40
    +0,46 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,59
    +0,85 (+1,08%)
     
  • OURO

    1.650,70
    -4,90 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    19.172,17
    +251,76 (+1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    439,42
    +6,32 (+1,46%)
     
  • S&P500

    3.696,25
    +3,02 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    29.513,20
    -77,21 (-0,26%)
     
  • FTSE

    6.987,42
    -31,18 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.447,50
    +70,75 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1413
    +0,0437 (+0,86%)
     

Lightyear 0 | Carro elétrico solar se torna o mais aerodinâmico da história

Vocês certamente já devem ter ouvido falar do Lightyear 0, o carro elétrico holandês que tem uma enorme capacidade de autonomia em função das suas placas fotovoltaicas, que lhe garantem 625km de alcance. Parte dessa eficiência se deve a outro dado alarmante: o bólido é o carro de produção mais aerodinâmico da história, com coeficiente de arrasto de 0,175.

Para que o leitor do Canaltech possa estabelecer um comparativo, os modelos em produção que detinham a alcunha de carros mais aerodinâmicos do mundo no momento também eram elétricos, no caso o Mercedes EQS e o Tesla Model S, ambos sedans de alta performance.

O recorde anterior, porém, era de um carro mais antigo — e também elétrico —, o GM EV1, primeiro carro elétrico feito pela General Motors, mas que teve sua produção interrompida na década de 1990 devido a problemas de projeto e enfrentamentos legais. Esse bólido registrou coeficiente de arrasto de 0,19.

Se considerarmos protótipos nessa lista, outros dois modelos retomariam essa dianteira, como o Mercedes EQXX, com 0,17; e o JCB Dieselmax, com 0,147. Geralmente, carros com coeficiente de arrasto abaixo dos 0,25 são considerados bons em termos aerodinâmicos. Para bólidos elétricos, isso é ainda mais importante, pois cada fator que contribua para a eficiência operacional conta.

O Lightyear 0

O Lightyear 0 é um dos carros elétricos mais impressionantes do mercado mundial. Com foco na autonomia e não no desempenho, esse carro futurista pode ficar meses sem ser carregado graças à energia solar, já que ele é munido de placas fotovoltaicas instaladas em seu teto.

Sua autonomia total é de 625km, sendo que 70km podem ser recarregados somente com energia solar. Se o seu uso for urbano, é possível usar o carro somente com a luz do Sol sendo sua única fonte de força.

O primeiro lote do Lightyear 0 teve o módico preço de US$ 266 mil (R$ 1,36 milhão na conversão direta e sem impostos). Segundo a empresa holandesa, caso os 946 carros produzidos sejam vendidos, o plano é usar os recursos para lançar uma versão mais acessível, que custe algo na casa dos US$ 30 mil (R$ 154 mil).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: