Mercado fechado

Light elege Octávio Lopes, fundador da Equatorial Energia, como novo CEO

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Logo da Light na bolsa de valores de São Paulo
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Letícia Fucuhima

SÃO PAULO (Reuters) - A Light informou na noite de terça-feira que seu conselho de administração elegeu Octávio Lopes para o cargo de diretor presidente.

O executivo, que assume a companhia em dia 15 de agosto, é fundador da Equatorial Energia, companhia do setor elétrico brasileiro reconhecida pelos níveis de eficiência e capacidade de recuperação de ativos deficitários.

Lopes também atuou na companhia de private equity GP Investments e ocupou assentos em conselhos de administração de diversas empresas, entre elas Magnesita, RHI Magnesita, Gafisa, Webmotors e a própria Light. Atualmente, é CEO da Tok&Stok.

A Light buscava um diretor-presidente desde o fim de junho, quando Raimundo Nonato apresentou sua renúncia, o que levou a uma forte queda das ações da companhia.

Embora tenha sido justificada por "motivos pessoais", a saída de Nonato foi interpretada no mercado como uma evidência das dificuldades enfrentadas pela elétrica fluminense em realizar um "turnaround" bem sucedido de suas operações, principalmente em melhorar seus níveis de perdas.

Com a chegada de Lopes, Wilson Poit, que havia assumido interinamente o comando do grupo, retorna ao cargo de presidente do conselho de administração.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos