Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    47.449,70
    +992,57 (+2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7577
    +0,0188 (+0,28%)
     

Liga da Justiça da Marvel vai massacrar os X-Men em novo evento das HQs

Claudio Yuge
·4 minuto de leitura

O que aconteceria com o Universo Marvel se os Vingadores não existissem? Quem tomaria à frente para proteger o planeta? E como seria a interação desses novos defensores frente à opinião pública, os governos e outros superseres, como os mutantes? São premissas como essas que estão no epicentro do novo evento dos quadrinhos da Marvel Comics, que empresta o nome da infame saga noventista Heróis Renascem (ou Heroes Reborn) para promover o arco em que o Esquadrão Supremo, a “Liga da Justiça da Marvel”, é quem são os Maiores Heróis do Mundo.

As prévias dos últimos meses já indicavam uma mudança no status quo de diversos personagens, em uma realidade que já vem sendo comparada com os mundos vistos em Era do Apocalipse e Dinastia M. E mais recentemente, a divulgação de Heroes Reborn: Magneto & The Mutant Force #1 revelou uma informação bombástica: a comunidade mutante, liderada por Magneto e Professor Xavier, ao lutar por sua independência e direitos iguais, foi simplesmente dizimada pelo Esquadrão Supremo da América!

Imagem: Divulgação/Marvel Comics
Imagem: Divulgação/Marvel Comics

Confira a sinopse sinistra:

Anos atrás, Magneto e o Professor X lideraram os mutantes da Terra em uma ofensiva final pela independência contra o Esquadrão Supremo da América. O que se seguiu foi o Massacre Mutante do Esquadrão, uma resposta violenta que deixou Xavier morto e a raça mutante ferida para sempre... ou assim pensou Magneto.

Anos mais tarde, Magneto descobre Xavier vivendo no plano astral e reúne seus aliados para uma missão de resgate inédita. Uma pena que a mesma missão coloque a Força Mutante de volta no radar do Esquadrão! O fracasso significa o último suspiro mutante, mas o sucesso significa o primeiro suspiro de algo ainda mais evasivo para os mutantes de Heroes Reborn: ESPERANÇA.

Foco em outros personagens e revitalização dos Vingadores

A Marvel Comics aprendeu nos últimos 30 anos que a melhor forma de revisar e atualizar constantemente seus personagens, sem deixar os menos populares no ostracismo, é chacoalhar seu universo e promover a ausência de seus ícones. E é exatamente isso que ela vai fazer de novo com Heroes Reborn. Ainda não há muitos detalhes sobre o evento, mas já dá para notar que o supergrupo Esquadrão Supremo e Blade roubarão os holofotes das tramas.

O fato do Esquadrão Supremo, que já teve ótimas histórias, estar em destaque, serve justamente para “cutucar” a rival DC Comics e mostrar como a Liga da Justiça não funcionaria no Universo Marvel. Dessa forma, a Casa das Ideias promove os próprios integrantes desse grupo a um patamar mais relevante. Vale destacar que há planos da Marvel Studios ter uma versão dos Vingadores Sombrios, e mostrar sua própria “Liga da Justiça” sendo comandada pelo governo como um contraponto aos Vingadores pode ser interessante nas telonas.

Imagem: Divulgação/Marvel Comics
Imagem: Divulgação/Marvel Comics

Objetivo semelhante pode se aplicar a Blade, que já tem reboot confirmado no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, em inglês) e vem ganhando destaque nas revistas ultimamente. Na trama desse Heroes Heborn revisitado, o caçador de vampiros seria, inicialmente, a única pessoa ciente sobre a alteração da realidade — as razões disso, por enquanto, são desconhecidas.

O choque entre os mutantes e o Esquadrão Supremo é produzido, não por coincidência, por dois nomes que já criaram histórias para a DC Comics: o roteirista Steve Orlando (Mulher-Maravilha) e o ilustrador Bernard Chang (Batman Beyond). Ambos devem seguir o cenário construído por Jason Aaron e Ed McGuinness, dupla criativa do título mensal dos Vingadores que vem orquestrando o novo Heroes Reborn.

Imagem: Divulgação/Marvel Comics
Imagem: Divulgação/Marvel Comics

“O mundo de Heroes Reborn é um belo aceno às icônicas tradições de eventos como Era do Apocalipse e Dinastia M, os mesmos tipos de eventos que me puxaram dos corredores do shopping e me guiaram para as prateleiras giratórias [das comic shops] quando criança. O mundo de Jason [Aaron] e Ed [McGuinness] nos mostra o quão importante os Vingadores são por sua ausência; e, para Magneto e sua Força Mutante, a luta pela liberdade mutante é mais mortal do que nunca", adiantou Orlando.

Heroes Reborn começa em maio na Marvel Comics e Heroes Reborn: Magneto and the Mutant Force #1 também chega às bancas gringas no mesmo mês.

*Com informações de Bleeding Cool.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: