Mercado fechado

Falta mão de obra especializada em inteligência artificial no Brasil, diz presidente da Lenovo

Talvez seja cedo para decretar se a inteligência artificial vai ou não substituir seres humanos no mercado de trabalho. Mas é certo que essa tecnologia ainda tem muito a crescer no Brasil. O obstáculo, porém, é a falta de mão de obra qualificada.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

A análise é de Ricardo Bloj, presidente da marca de computadores Lenovo. Ele é um dos convidados do episódio desta semana de Líderes, produção original do Yahoo! Finanças que coloca frente a frente as mentes por trás das empresas mais inovadoras do mercado.

PODCAST LÍDERES: OUÇA A CONVERSA COMPLETA AGORA!

“Existe uma projeção de que, em 2020, a demanda por especialistas em inteligência artificial e cientistas de dados vai crescer 400% no mundo”, diz Bloj. “No Brasil o número é pior, não no ponto de vista do crescimento, mas da oferta de mão de obra.”

Outro obstáculo, segundo Bloj, é o de montar um bom banco de dados para ser utilizado pelas tecnologias de inteligência artificial - “rico, bem estruturado e com um bom histórico”, diz o executivo.

Líderes

O programa Líderes é apresentado por Luciana Pioto. A jornalista e atriz foi repórter de vídeos do UOL e também apresentou a previsão do tempo dos dois jornais estaduais da RICTV | Record TV Paraná. Ela também tem um canal no Youtube que, através do protagonismo negro, busca promover a igualdade racial e a empatia.

Assista também

No programa desta semana, Ricardo Bloj, presidente da Lenovo, e Pedro Meduna, presidente da Cabify Brasil, discutem a inteligência artificial e explicam: será que, em algum momento, o ser humano se tornará obsoleto?

Uma das principais fabricantes de notebooks do mundo, a Lenovo anunciou durante a CES 2020 o primeiro laptop com 5G do mundo. A marca aposta na tendência para se manter no topo do mercado.

Já a Cabify comprou a Easy Taxi em 2019. Agora, a empresa também oferece opções de táxi entre os serviços de mobilidade.

Quem é Ricardo Bloj

Ricardo Bloj, presidente da Lenovo no Brasil (Foto: Caio Hommer)

Formado em engenharia elétrica pelo Instituto Mauá de Tecnologia, começou a carreira na IBM, onde ficou por 13 anos. Chegou à Lenovo em 2015, como COO. Desde 2017, é presidente da empresa no Brasil.

Assista também