Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.569,00
    -2.936,45 (-7,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

'Home office é coisa do passado. Hoje falamos do anywhere office', diz presidente da Cisco

O futuro da trabalho é o assunto que mais movimenta as discussões no universo da tecnologia. Afinal, o que acontecerão com os trabalhadores que forem substituídos por máquinas e programas de computador? E como o mercado está se preparando para essa revolução?

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Para Laércio Albuquerque, presidente da empresa de tecnologia Cisco no Brasil, o que também deve sumir, além de empregos obsoletos, é a necessidade de que o trabalhador compareça um local específico para trabalhar. Até o conceito de trabalhar de casa (home office) já é ultrapassado, segundo ele.

“Eu falo isso com toda convicção: home office é uma coisa completamente do passado. Hoje nós falamos do anywhere office - o escritório está em qualquer lugar, onde você estiver”, afirma o executivo. Albuquerque é o convidado do mais recente episódio de Líderes, produção original do Yahoo! Finanças.

PODCAST LÍDERES: OUÇA A CONVERSA COMPLETA AGORA!

“O futuro do trabalho tem a ver com o que você faz, e não com onde você está. O escritório hoje não está em casa, está na palma da sua mão”, acrescenta Albuquerque, em referência à conectividade do smartphone.

O executivo ressalta, porém, que a evolução da tecnologia e o conceito de anywhere office também tornou tênue a linha que separa o horário de trabalho do horário de descanso e lazer. E, para ele, é importante saber separar o tempo e dedicar-se a um trabalho saudável, que não toma mais atenção do que o necessário no dia a dia.

“A tecnologia que salva é a mesma que cega”, diz Albuquerque. “A inteligência artificial nunca vai automatizar o abraço, o amor da tua família, o brilho nos olhos. Que a gente possa usar a tecnologia no tempo livre e não destruir o tempo livre por causa da tecnologia.”

Líderes

O programa Líderes é apresentado por Luciana Pioto. A jornalista e atriz foi repórter de vídeos do UOL e também apresentou a previsão do tempo dos dois jornais estaduais da RICTV | Record TV Paraná. Ela também tem um canal no Youtube que, através do protagonismo negro, busca promover a igualdade racial e a empatia.

Assista

No episódio desta semana, os presidentes de Cisco e HP no Brasil, Laércio Albuquerque e Claudio Raupp, explicam como a revolução industrial 4.0 vai mudar até a forma como enxergamos nosso trabalho.

A Cisco é um dos maiores conglomerados tecnológicos do mundo, com atuações que vão desde soluções em segurança até dispositivos wireless. Mundo afora, a empresa foca agora em aplicações para entrar com tudo na tecnologia 5G.

A HP segue como uma das principais fabricantes de notebooks e impressoras do mundo. Recentemente, anunciou no Brasil produtos para entrar na corrida das impressões 3D, voltados especificamente para áreas comerciais de manufatura.

Quem é Laércio Albuquerque

Laércio Albuquerque, presidente da Cisco no Brasil (Foto: Caio Hommer)
Laércio Albuquerque, presidente da Cisco no Brasil (Foto: Caio Hommer)

Com 30 anos de experiência no setor de tecnologia, Laércio possui em seu currículo passagens por BCN, Duratex e Pirelli. Na empresa de desenvolvimento de software CA Technologies, passou 20 anos e foi de consultor técnico a presidente da América Latina. Está na Cisco desde 2016.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos