Mercado abrirá em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,41
    -0,72 (-1,36%)
     
  • OURO

    1.858,60
    -7,30 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    31.912,61
    +1.344,89 (+4,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    628,39
    +18,40 (+3,02%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,39 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.522,88
    -404,88 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.338,50
    -57,00 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5080
    -0,0004 (-0,01%)
     

'O mundo está mais global e local ao mesmo tempo', diz presidente da Avon

Redação Finanças

Fundada em 1886, a Avon é uma das maiores marcas de cosméticos do mundo, com presença nos principais mercados do planeta. Mas nestes mais de 130 anos, o hábito do consumidor mudou. A demanda por produtos de beleza naturais trouxe um elemento “caseiro” a um mercado global.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Para José Vicente Marino, presidente da Avon no Brasil, porém, produtos de beleza são essenciais mesmo em uma sociedade que prioriza o consumo consciente. “Alguém consegue imaginar o mundo sem desodorantes?”, diz ele.

Marino é um dos convidados do episódio desta semana de Líderes, produção original do Yahoo! Finanças que coloca frente a frente as mentes por trás das empresas mais inovadoras do mercado.

PODCAST LÍDERES: OUÇA A CONVERSA COMPLETA AGORA!

A Avon tem investido em consumo consciente, reduzindo o volume de recursos naturais e de emissões de carbono envolvidos na fabricação de seus produtos, segundo Marino. A empresa também aposta em ingredientes e fornecedores locais para atender a demanda por ética na linha de produção.

Por isso, Marino acredita que o mundo está mais “global” (sic) - “mais global e mais local ao mesmo tempo” - aliando assim a demanda das novas gerações às limitações de grandes corporações como a Avon.

Líderes

O programa Líderes é apresentado por Luciana Pioto. A jornalista e atriz foi repórter de vídeos do UOL e também apresentou a previsão do tempo dos dois jornais estaduais da RICTV | Record TV Paraná. Ela também tem um canal no Youtube que, através do protagonismo negro, busca promover a igualdade racial e a empatia.

Assista também

No episódio desta semana, José Vicente Marino, presidente da Avon, e Sergio Borriello, presidente da Pernambucanas, falam sobre os desafios de manter o espaço físico de mãos dadas com o digital, a relação com consumidores e parceiros e o protagonismo feminino dentro das respectivas corporações.

Fundada em 1886, a Avon é uma das maiores marcas de cosméticos do mundo, com presença nos principais mercados do planeta. Ganhou ainda mais projeção após completar sua fusão com a Natura, em maio de 2019, numa operação que criou a quarta maior empresa de beleza do mundo.

Já a Pernambucanas, fundada em 1908, no Recife, está em dez estados brasileiros e no Distrito Federal, por meio de mais de 360 lojas físicas, mas não se esquece do digital: é controladora da Pefisa, fintech de produtos financeiros como cartões, empréstimo pessoal, seguros e conta digital.

Assista também

Quem é José Vicente Marino

José Vicente Marino, presidente da Avon. (Foto: Caio Hommer)
José Vicente Marino, presidente da Avon. (Foto: Caio Hommer)

José Vicente é graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, com MBA em Varejo pela USP e participante do programa de Owners and President Management pela Harvard Business School. É conselheiro do Instituto Akatu para o consumo consciente e do Instituto Jatobá. Já ocupou posições de liderança em empresas do segmento de beleza e higiene pessoal como Natura e Flora, além de ter sido presidente da Johnson&Johnson no Brasil.

Assista também